Brasil fecha outubro com 269 milhões de linhas de celulares, diz Anatel

finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Brasil fecha outubro com 269 milhões de linhas de celulares, diz Anatel

Nayara Fraga

19 de novembro de 2013 | 16h52

Brasil fecha outubro com 269 milhões de linhas de celulares

O Brasil terminou o mês de outubro com 269,9 milhões de linhas de celulares ativas. No mês passado, houve um acréscimo de 1,6 milhão de linhas em relação a setembro. Os dados foram divulgados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) nesta terça-feira, 19.

Pré ou pós? Do total, segundo a Anatel, fatia de 212,1 milhões (78,5%) era de acessos pré-pagos e 57,8 milhões (21,4%), pós-pagos. Já a banda larga móvel totalizou 92,6 milhões de acessos, dos quais somente 730 mil eram 4G.

A Vivo é a líder em acessos móveis, com 77,3 milhões e 28,67% de participação. Em seguida, está a TIM, com 73,1 milhões e 27,11%. Em terceiro lugar ficou a Claro, com 67,9 milhões e 25,16%. A Oi ocupou a quarta posição, com 50,1 milhões de acessos móveis e 18,56% do mercado.

Tipos de tecnologia. O acesso GSM (ou 2G) está presente em 169 milhões de celulares e tem participação de 62,65% no total de linhas. Em segundo lugar está o WCDMA (ou 3G), com 84,8 milhões e 31,44%. Em seguida, aparecem terminais de dados M2M, que são as máquinas de cartões de crédito e débito, com 8,1 milhões e 3,03%; terminais de dados banda larga, com 7 milhões e 2,61%; LTE (ou tecnologia 4G), com 730,5 mil e 0,27%; e CDMA (tecnologia usada em celular e GPS), com 20,8 mil e 0,01%.

Tudo o que sabemos sobre:

telefonia

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.