Dois exemplos de comida mais rápida
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Dois exemplos de comida mais rápida

GLAUCIMARA BARALDI

24 de janeiro de 2011 | 11h48

Comprar comida pode ficar mais rápido. O primeiro exemplo será no McDonalds do Reino Unido, a partir da metade do ano.

As 1.200 filiais da rede fast food no país terão um novo sistema de pagamento (para compras até 15 euros) que reconhece o cartão de crédito Visa automaticamente, sem precisar de nenhum contato com as ‘maquininhas’.

O cliente só tem de passar o cartão próximo a um leitor. Não precisa digitar senha nem  assinar nada. A tecnologia se chama NFC (Near Field Communications) e já está presente também em alguns celulares, como o Samsung Nexus S.

De acordo com o jornal Daily Mirror, o McDonalds investiu 1,5 milhão de euros no sistema.

Ajuda na escolha

Outra novidade é uma máquina de venda automática (vending machine) da Kraft Foods, que analisa o rosto do consumidor para determinar sexo e idade. A partir daí, oferece sua sugestão de lanche, dando inclusive opções diferentes a cada passagem.

A máquina faz parte de uma parceira entre a empresa de alimentos e a Intel, e vale para supermercados, mas seria um ótima “opção prévia” para aquele consumidor indeciso que só pensa no que vai comer quando está na frente do caixa.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.