Em onda de otimismo, ação do Facebook atinge maior cotação histórica

Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Em onda de otimismo, ação do Facebook atinge maior cotação histórica

Economia & Negócios

11 de setembro de 2013 | 18h02

As ações do Facebook conseguiram ultrapassar um recorde histórico nesta quarta-feira, 11. O papel da rede social chegou a ser cotado em US$ 45,09 na bolsa de tecnologia Nasdaq, uma marca importante para uma empresa que, desde a oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) enfrentou forte desconfiança dos investidores.

No fim do dia, o papel recuou um pouco e acabou em US$ 45,05, alta de 3,33%.

Ação do Facebook atinge maior cotação histórica
SHERYL SANDBERG EM PALESTRA NA CHINA (AP Photo/Andy Wong)

Alguns analistas estrangeiros levantaram algumas hipóteses sobre a onda de otimismo a respeito do Facebook.

O MarketWatch, especializado na cobertura do mercado financeiro, creditou o otimismo à visita da diretora de operações (COO, na sigla em inglês) do Facebook, Sheryl Sandberg, à China. Ela participou de palestra em universidade sobre o papel da mulher na liderança e no futuro dos negócios online.

Sheryl também teve um encontro importante com o representante da agência que regula a internet na China, o que poderia significar conversas para que a rede social passe a atuar no país asiático, um mercado de 600 milhões de usuários que hoje é totalmente bloqueado à empresa.

Mesmo assim, os analistas ouvidos pelo MarketWatch acreditam que isso é apenas uma especulação e que uma eventual abertura da China ao Facebook ainda está longe de ocorrer.

Recuperação. A ação do Facebook engatou uma forte trajetória de recuperação desde o fundo do poço em setembro de 2012, quando atingiu US$ 17.

Em maio deste ano, quando completou o primeiro ano do IPO, contudo, a rede social ainda não tinha muito o que comemorar, pois a ação ainda estava 31% abaixo do preço da abertura do capital.

Desde o fim de julho, quando apresentou seu balanço sobre o segundo trimestre e mostrou fortes resultados em publicidade em celulares e smartphones, o papel do Facebook já valorizou 70%.

VEJA TAMBÉM

+ INFOGRÁFICO: Apple reage e lança modelo popular de iPhone para países emergentes

Tudo o que sabemos sobre:

Facebook

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: