As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Evernote, app de bloco de notas, anuncia recurso para uso empresarial

Nayara Fraga

24 de agosto de 2012 | 22h25

Além de anunciar o caderno Evernote Smart Notebook, em parceria com a Moleskine, a Evernote – dona do aplicativo de bloco de notas que leva o mesmo nome – apresentou o Evernote Business, um recurso do app voltado para empresas. A ferramenta oferece capacidade de armazenamento de 4GB por mês, ao custo de US$ 10 mensais (por empregado), com acesso a suporte.

O serviço, segundo o presidente do Evernote, Phil Libin, seria uma forma de tornar o ambiente de trabalho mais produtivo. Com o aplicativo, os funcionários podem armazenar informações e compartilhá-las de uma maneira mais inteligente, disse ele. Exemplo: mensagens entre departamentos, mensagens direcionadas a todos os funcionários, anúncios sobre serviços ou produtos a serem lançados, dicas para determinados setores. Uma das vantagens é a redução do volume de e-mails disparados aos funcionários.

O recurso foi elaborado segundo a filosofia da empresa, que difere das companhias que procuram entender as necessidades dos consumidores antes de desenvolver produtos (algo que Libin não se cansa de dizer): “Nós fazemos software para nós mesmos. Eu sou basicamente o público-alvo”. A companhia acredita que, se a aplicação funciona com os funcionários do Evernote,  a chance de ela ser bem recebida no mercado é grande.

O Evernote Business funciona basicamente como uma extensão aprimorada do Evernote hoje usado por usuários comuns — um bloco de notas em que se pode criar “cadernos” sobre qualquer coisa, compartilhar informações com outros usuários (por e-mail e em redes sociais), gravar conversas, fotografar e editar imagens via Skitch, entre vários outros recursos.

O serviço, que estará disponível em outros idiomas além do inglês a partir de dezembro, foi anunciado nesta sexta-feira na conferência anual do Evernote, em San Francisco, na Califórnia.

*A repórter viajou a San Francisco a convite do Evernote

Tudo o que sabemos sobre:

aplicativoempresasEvernote Business

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.