Facebook muda algoritmo que escolhe anúncios para o feed de notícias
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Facebook muda algoritmo que escolhe anúncios para o feed de notícias

Mariana Congo

27 de setembro de 2013 | 18h43

Facebook muda algoritmo que escolhe anúncios para o feed de notícias

O Facebook divulgou hoje que mudou seu algoritmo que escolhe quais anúncios aparecem para cada usuário.

Segundo a empresa, quando o usuário acessa seu feed de notícias, o robô do Facebook escolhe, entre milhares de peças publicitárias disponíveis, quais combinam com cada perfil de pessoa. A diferença, daqui em diante, é que o algoritmo por trás dessa escolha ficará mais preciso.

Toda atividade de alguém no Facebook, como páginas que é fã, curtidas, comentários ou compartilhamentos, é matéria-prima para a empresa criar o perfil do consumidor.

Para quem trabalha com marketing e publicidade, isso ajuda a entregar anúncios mais ‘relevantes’ para cada usuário. Assim, as empresas terão um retorno maior sobre o dinheiro investido em propaganda.

Com a mudança no algoritmo, a frequência com que o usuário denuncia ou esconde um anúncio em sua lista de notícias terá mais importância para determinar quais futuros anúncios serão mostrados no feed.

Recentemente, o Facebook anunciou uma mudança no algoritmo do feed de notícias como um todo, que prioriza publicações de amigos e páginas que cada pessoa interage mais. Assim, o primeiro post do feed não será, necessariamente, a publicação mais recente, e sim a que tem mais interação.

No mercado. Nesta semana, a cotação das ações do Facebook passou a barreira dos US$ 50 dólares pela primeira vez. A corrida dos investidores foi influenciada por diversas análises de mercado que saíram ao longo da semana e elevaram o preço-alvo dos papéis da rede social devido aos bons resultados com publicidade, principalmente em celulares. As ações acumularam alta de 11,4% em uma semana.

Tudo o que sabemos sobre:

Facebook

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.