Groupon muda estratégia no Brasil e lança ferramenta para comércio local
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Groupon muda estratégia no Brasil e lança ferramenta para comércio local

Mariana Congo

16 de julho de 2013 | 14h54

O Groupon estreou no Brasil, na segunda-feira, uma ferramenta para fortalecer o uso do site como plataforma de buscas. A novidade faz parte da estratégia já testada fora do País e que tem animado os investidores da empresa.

Com o nome de Groupon Mais, o pacote de novos serviços oferece ferramentas de geolocalização para busca de descontos em produtos e serviços que estão mais perto do consumidor. Mais de 5,5 mil ofertas de mil empresas estão cadastradas nesse banco de dados.

Outra função vai permitir que os cupons de desconto sejam gerados na hora da compra. Por enquanto, o cliente espera 24 horas para receber o voucher via e-mail.

Nova estratégia

“Antes, o cliente utilizava principalmente sites de busca quando precisava comprar algo. Agora, cada vez mais, ele vai direto a sites de compras que confia e que possuem boas ofertas. É justamente esse movimento que queremos promover no mercado”, diz em nota o CEO do Groupon no Brasil, Michel Piestun. Ele assumiu a operação brasileira no final de junho, com a missão de fortalecer o e-commerce local.

No Estados Unidos, a ferramenta do banco de dados com ofertas locais já representa metade do volume de compras do site. Para além do envio de e-mails diários para abordar os clientes, também faz parte da nova estratégia incentivar o uso aplicativo para celulares iPhone e Android, que teve 40 milhões de downloads no mundo.

No mercado

A divulgação do balanço do segundo trimestre deste ano está prevista para 7 de agosto. No último ano, as ações do Groupon, empresa listada na bolsa de Nasdaq, acumulam alta de 9,65%.

No resultado dos primeiros três meses do ano, a empresa anunciou crescimento de 8% na receita, na comparação com o mesmo período de 2012. A maior parte desse crescimento (42%), veio da América do Norte, o que compensou a queda de 18% nas receitas de vindas outros países.

O Groupon está presente em 48 países e tem 41 milhões de usuários ativos (aqueles que compraram um cupom de desconto no último ano).

Por volta das 14h40, as ações do Groupon, na bolsa de Nasdaq, estavam cotadas a US$ 8,40, em queda de 0,47%.

VEJA TAMBÉM

Celulares levam ‘horário nobre’ às redes sociais

+ Facebook é rede social mais acessada no Brasil

(Foto: Mark Lennihan/AP)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.