As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Grupo hacker assume ataque a site da Petrobrás

Nayara Fraga

22 de junho de 2011 | 16h37

petrobras.jpg

Depois de assumir responsabilidade pela invasão aos sites da presidência do Brasil na madrugada desta quarta-feira, 22, o grupo de hackers LulzSecBrazil afirmou que atacou o site da Petrobrás. Por volta das 16 horas, a página da petrobras.com.br ficou indisponível.

Uma mensagem deixada pelo grupo no Twitter, no início da tarde, já dizia que a página da estatal na internet seria o próximo alvo. “Acorda Brasil! Nao queremos mais comprar combustivel a R$2.75 a R$2.98 e expotar a menos da metade do preco!” (sic).

A assessoria de imprensa da Petrobrás afirmou que detectou, até o momento, uma sobrecarga no servidor em decorrência de um excesso de acessos simultâneos, o que está provocando instabilidade no site. “O congestionamento momentâneo do servidor não causou nenhuma alteração de conteúdo ou dano de informações disponíveis no site da Petrobras”, afirmou a empresa em nota.

O LulzSecBrazil é a representação brasileira do LulzSec (Rindo da Segurança), grupo de hackers que atacou sites de instituições do governo dos Estados Unidos e de grandes empresas, como Sony e Nintendo.

Atualizado às 17h05

Tudo o que sabemos sobre:

hackersLulzSecBrazilPetrobrás

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.