Instagram cria ferramenta para publicação de vídeos curtos
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Instagram cria ferramenta para publicação de vídeos curtos

Mariana Congo

20 de junho de 2013 | 14h41

O Instagram lançou hoje novos recursos para a publicação de vídeos na rede social. Com isso, confirmou os rumores de que esse seria o tema do evento misterioso do Facebook.

“Esse é o mesmo Instagram que todos nós conhecemos e amamos… mas ele tem movimento”, disse Kevin Systrom, cofundador e CEO do Instagram, na apresentação da novidade.

Com o novo recurso, agora é possível publicar vídeos de até 15 segundos no Instagram. São 13 filtros customizados exclusivos para vídeo.

Os vídeos não serão reproduzidos em looping como no Vine. No Instagram, o usuário poderá escolher uma imagem da gravação para ser a foto de capa do vídeo. Também é possível editar as gravações.

A aplicação está disponível para as versões 4.0 do Android e do iOS. Para quem já tem o aplicativo instalado, basta baixar a última atualização.

O “Cinema” é outra ferramenta. Essa função estabiliza as imagens em movimento e dá uma “cara” de cinema às gravações em vídeo.

O Instagram tem 130 milhões de usuários e 45 milhões de fotos são publicadas por dia. A rede social foi comprada pelo Facebook no ano passado. Com o novo recurso para vídeos, o Instagram fortalece sua estratégia frente ao Vine, aplicativo que permite a criação de vídeos de até seis segundos nas plataformas iOS e Android.

No mercado

Depois de abrir o dia em alta, as ações do Facebook começaram a operar em queda durante e depois do evento de apresentação da nova funcionalidade do Instagram. Às 15h15, as ações do Facebook estavam em queda de 2,05%, cotadas a US$ 23,81.

Introducing Video on Instagram from Instagram on Vimeo.

Cinema for Video on Instagram from Instagram on Vimeo.

VEJA TAMBÉM

As fotos dos protestos publicadas pelos filtros do Instagram

Fundador do Pirate Bay é condenado a dois anos de prisão

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.