As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Integrante de grupo hacker é preso nos EUA

Nayara Fraga

23 de setembro de 2011 | 13h42

lulzsec_preso.jpg

Imagem de fundo do perfil do grupo hacker Lulz Security no Twitter

A polícia americana afirmou ter prendido Cody Kretsinger, de 23 anos, por causa da participação do jovem no ataque virtual contra a Sony Pictures Entertainment, informa nesta sexta-feira, 13, o “The Wall Street Journal”. Ele fazia parte do grupo hacker LulzSec, que protagonizou, neste ano, várias invasões a sites de instituições e empresas como CIA, Nintendo e as redes de TV americana PBS e Fox.com. Até uma filial brasileira surgiu no auge dos ataques e tirou do ar sites do governo brasileiro.

Ao atacar a Sony Pictures Entertainment, há cerca de quatro meses, os hackers conseguiram acesso a informações de mais de 1 milhão de pessoas e as publicou em seu site. Nomes, datas de nascimento, endereços, e-mails, números de telefone e senhas de usuários foram descobertos pelos hackers.

À época, a agência de notícias AP ligou para algumas pessoas que estavam na lista para confirmar a veracidade dos dados. Mary Tanning, de 84 anos, residente de Minnesota (EUA), atendeu o telefone e confirmou as informações, incluindo a senha.

O grupo afirmou, na ocasião, que o ataque foi fundamental para “colocar em evidência a vergonhosa segurança da Sony”.

Na Justiça

Hackers do grupo People’s Liberation Front também estão respondendo por seus atos. Segundo o “Wall Street Journal”, Christopeher Doyon, 47, e Joshua John Covelli, 26, foram acusados formalmente pela Justiça americana de participarem do ataque contra o site do condado de Santa Cruz, na Califórnia. A invasão era uma resposta à proibição de acampamento na região.

O People’s Liberation Front também é acusado de ligação com outros hackers, como o Anonymous. E Covelli também teria participado do ataque contra o PayPal ocorrido por volta de dezembro de 2010.

Os advogados dos hackers não responderam ao pedido de entrevista do jornal imediatamente.

—-
Veja também
—-

Hackers atacam Sony e obtêm dados de 1 milhão de pessoas

Hackers publicam documentos da PF

Líder hacker mantinha dados de 75 mil pessoas

Sites do governo sofrem novos ataques

Espanha prende acusados de “hackear” PlayStation Network

Tudo o que sabemos sobre:

hackerLulz SecurityLulzSecBrazilpreso

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.