As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Líder de grupo hacker delata ex-parceiros, diz FoxNews

Nayara Fraga

06 de março de 2012 | 15h48

lulzsec_l__der_delator.jpg

Ataques. Hector, ou “Sabu”, teria comandado milhares de hackers

O desempregado Hector Xavier Monsegur, de 28 anos, pai de dois filhos, entregou cinco ex-colegas do grupo hacker LulzSec à polícia. Vários oficiais informaram à FoxNews que ele tem trabalhado para o governo há meses, cooperando com as investigações dos ataques que derrubaram sites de grandes instituições (como CIA e FBI) e roubaram senhas de usuários da Sony Pictures Entertainment e de bancos internacionais.


VEJA NO LINK: “Estamos cortando a cabeça do LulzSec”, diz FBI

Conhecido na internet como “Sabu”, Hector teria comandado um time de provavelmente milhares de hackers, de países diferentes, a partir de um apartamento financiado por um programa social do governo americano no Lower East Side de Nova York, conta a FoxNews. Ele teria começado a colaborar com a polícia depois de ter sido desmascarado pelo FBI em junho do ano passado.

Em 15 de agosto, ele confessou ter participado de 12 ataques a sites, entre os quais estão o da Fox e o da rede de TV americana PBS, além do de bancos.

Os ex-colegas delatados por Hector (alguns dos principais integrantes do grupo) foram identificados como Ryan Ackroyd, conhecido como “Kayla”, Jake Davis, chamado de “Topiary” (ambos de Londres); Darren Martyn, cujo apelido era “pwnsauce”, Donncha O’Cearrbhail, o “palladium” (ambos da Irlanda); e Jeremy Hammond ou “Anarchaos,” de Chicago.

Credita-se a Hammond a responsabilidade do ataque à empresa de segurança Stratfor, cujos e-mails foram roubados e publicados no Wikileaks, diz a FoxNews. Suspeita-se que ele faça parte do Anonymous, grupo associado ao LulzSec. Ele e outros dois colegas, entre os cinco citados acima, teriam sido presos hoje. Os nomes não foram mencionados. Outros dois devem ser acusados de participação em ataques hoje.

Sony Pictures Entertainment

Em setembro de 2011, Cody Kretsinger, de 23 anos, também integrante do LulzSec, foi preso por ter participado do ataque virtual contra a Sony Pictures Entertainment.

Na ocasião, os hackers conseguiram acesso a informações de mais de 1 milhão de pessoas e as publicou em seu site. Nomes, datas de nascimento, endereços, e-mails, números de telefone e senhas de usuários foram descobertos.


VEJA TAMBÉM

Integrante do LulzSec é preso nos EUA (set. de 2011)

Espanha prende acusados de “hackear” PlayStation Network (jun. 2011)

Tudo o que sabemos sobre:

FoxNewshackerlíderLulzSecpreso

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.