finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Nokia apresenta primeiros celulares com Windows Phone

Nayara Fraga

26 de outubro de 2011 | 11h57

Atualizado às 13h36

A Nokia apresentou nesta terça-feira, 26, alguns dos aparelhos com os quais ela quer retomar a fatia de mercado perdida para Apple, com seu iPhone, e para a Samsung, com sua família Galaxy. Chamados de Nokia Lumia 800 e Nokia Lumia 710, os celulares são os primeiros baseados no sistema Windows Phone.

nokialumia_800.jpg
Nokia Lumia 800

Ambos os telefones vêm com processador de 1,4GHz e com o navegador Internet Explorer 9. O Nokia Lumia 800 (veja acima), disponível no azul, no rosa e no preto, tem tela de 3,7 polegadas, 16GB de memória interna e 25GB para armazenamento de imagens e músicas (SkyDrive). O preço de venda sugerido é de 420 euros, excluindo taxas.


Veja mais no Link: “É o primeiro Windows Phone real”, disse o presidente da Nokia, Stephen Elop

nokialumia_710.jpg

Já o Nokia Lumia 710 tem valor de venda estimado em 270 euros, excluindo taxas. Ele foi criado para compartilhamento instantâneo de imagens em redes sociais e a melhor experiência com o IE9, segundo a descrição do celular no site da empresa. Está disponível nas cores branca e preta com opções de capinhas em azul, rosa fúcsia, branco, preto e amarelo.

nokialumia710_REUTERS_Paul_Hackett.jpg

Nokia Lumia 710

Desafio

A Nokia está apostando alto em seus lançamentos, que icluem também a família Asha (303, 300, 200 e 201) — celulares de dois chips mais simples que os Lumia. Os preços variam de 60 euros a 115 euros.

As novidades chegam após grandes mudanças na Nokia. Neste ano, a companhia anunciou o abandono do sistema operacional Symbian em favor da parceria com a Microsoft, da qual resultaram os smartphones baseados em Windows. Isso evidenciou a necessidade de a ex-líder do mercado se reerguer num mundo dominado por iPhones e aparelhos baseados em Android, o sistema operacional do Google.

A recuperação da companhia, agora, depende da resposta dos consumidores aos lançamentos. Analistas do Morgan Stanley disseram que, enquanto a Nokia está otimista em relação a suas novas estratégias, não há certeza de que ela possa lançar um novo Windows Phone atraente em 12 meses. “Quanto mais se demora para lançar um aparelho de sucesso, mais difícil será criar o ecossistema necessário”, diz a nota, reproduzida pelo ZDNet.

O site de tecnologia Mashable avalia que o Nokia Lumia 800 tem tudo para que o usuário considere a adoção da plataforma Windows Phone. Seria o mesmo que o Droid, da Motorola, fez com o Android: fortelecer seu conceito e vender sua experiência a milhões de usuários, diz o site. Microsoft e Nokia esperam por isso.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: