Novo Playstation portátil entra no mundo 3G
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Novo Playstation portátil entra no mundo 3G

GLAUCIMARA BARALDI

27 de janeiro de 2011 | 15h31

Crédito:AP/KiodoNews

Os smartphones podem até ter invadido a área de games com jogos em linguagem Flash e aplicativos. Mas os videogames portáteis continuam em larga vantagem tecnológica neste quesito.

Na semana passada, foram divulgadas as datas de lançamento do Nintendo 3DS, que tem imagem 3D sem necessidade de óculos especiais.  E nesta quinta-feira (27), foi a vez da Sony anunciar o seu novo videogame portátil que, por enquanto, está sendo chamado de Next Generation Portable (NGP) e deve chegar ao mercado japonês no final do ano.

Na teoria, a diferença seria a compatibilidade com 3G (além do Wi-Fi), que os smartphones já têm há anos.  Mas na prática, tal conexão oferece muito mais: a possibilidade do jogar online – em  qualquer lugar e com múltiplos jogadores – grandes títulos do console Playstation 3.

A produtora Activision, por exemplo, aproveitou o lançamento para anunciar uma versão do Call of Duty (recordista de vendas) portátil. Outros jogos anunciados pela Sony foram: o premiado Uncharted, Killzone, Wipeout e Little Big Planet.

Essa jogabilidade só é possível, porém, porque o equipamento (hardware) também foi melhorado, deixando muito smartphone com inveja. O NGP conta com CPU ARM de quatro núcleos (a maioria dos chips têm dois); tela OLED de 5″ sensível ao toque; câmeras frontal e traseira; GPS, alto-falantes estéreo e microfone embutidos; cartão de memória; Bluetooth e sensores de movimento.

Em tempo: jogo online multiplayer tem sido uma boa arma da Sony para combater a pirataria. Por muitas vezes, o gamer prefere pagar mais pelo console e o jogo original para ter acesso à rede online (Playstation Network). Os aplicativos de smartphones – que ainda não sofrem tanto com a pirataria – não têm investido muito neste aspecto.

Tudo o que sabemos sobre:

games portáteisNintendoPSPsmartphonesSony

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.