As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Seus melhores momentos no Facebook

Mariana Congo

04 de fevereiro de 2014 | 11h04

Hoje o Facebook faz aniversário: 10 anos. Os números da rede social de Mark Zuckerberg impressionam: são 1,2 bilhão de usuários ativos por mês. Isso representa a população inteira da Índia, por exemplo. A maior parte dessas pessoas já acessa a rede social via celulares e a publicidade móvel se tornou a principal fonte de receitas do Facebook em 2013.

Para comemorar, a rede social lançou o Look Back, uma função que faz uma retrospectiva (em vídeo) dos melhores momentos da “vida” de cada usuário. O vídeo reúne os principais posts e fotos já compartilhados por cada pessoa desde o primeiro acesso.

Quer ver o seu? É simples, basta acessar www.facebook.com/lookback. Se você já estiver logado no Facebook, o vídeo carregará automaticamente.

Mark Zuckerberg. De um estudante de Harvard para um bilionário do Vale do Silício. Nem Mark Zuckerberg imaginava que essa seria sua trajetória. Segundo lista da revista Forbes, Zuckerberg tem hoje US$ 19 bilhões e é a 25ª pessoa mais rica dos Estados Unidos. Boa parte desse dinheiro veio depois que o Facebook entrou na bolsa de valores, em 2012. Apesar da estreia conturbada, o Facebook tem se mostrado uma boa opção para os investidores. As ações se valorizaram 118% no último ano (considerando o fechamento de ontem na bolsa de Nasdaq) e as receitas da rede social cresceram 63% na comparação de 2013 com 2012.

Em seu perfil no Facebook, Zuckerberg publicou hoje um post no qual comemora o 10º aniversário da rede. “As pessoas sempre me perguntam se eu sempre soube que o Facebook se tornaria o que é hoje. Não mesmo. Eu me lembro de pedir pizza com meus amigos uma noite na faculdade logo depois de abrir o Facebook. Eu disse a eles que estava empolgado por ajudar a conectar a comunidade da escola, mas que algum dia alguém teria que conectar o mundo todo”, diz trecho.

O que vem por aí. Para os próximos dez anos, Zuckerberg acredita que a rede social ajudará a conectar os dois terços do mundo que ainda não usam internet. Além disso, mais do que compartilhar momentos, ele espera que as redes sociais ajudem as pessoas a resolver problemas do mundo.

Tudo o que sabemos sobre:

Facebook

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.