As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Vaza vídeo da Microsoft que debocha do Gmail

Nayara Fraga

28 de julho de 2011 | 19h34

A Microsoft pediu para os participantes de seu encontro anual, Microsoft Global Exchange, pensarem bem antes de “tuitar” ou divulgar os segredos da empresa. Mas um deles não conseguiu segurar um vídeo exibido no evento (de provocar risadas) e o compartilhou com Mary Jo Foley, jornalista que escreve para o site de tecnologia ZDNet.

O objetivo do vídeo (veja acima) é vender a ideia de que o Office 365 — recém-lançado serviço em nuvem da Microsoft é melhor e menos invasivo que o do Google. “As cenas a seguir representam a experiência oposta ao Office 365”, aparece no início.

O principal produto atacado é o serviço de e-mail do Google, Gmail, representado no filme pelo “Gmail Man”. Diz o jingle: “Ele está em todo lugar e em nenhum lugar ao mesmo tempo; ele espia todos os assuntos em tempo irreal (un-real); investigando todas as frases e toda a sua pontuação; mete o nariz onde não é chamado e em todas as situações; ele é o Gmail Man!”

À Foley, a Microsoft disse que não tem nenhum comentário oficial a fazer. Mas a jornalista observa que o vídeo tem cara de uma produção da Microsoft, “incluindo o fato de que a palavra que aparece na porta da empresa que o Gmail Man abre, quando visita um escritório, é “Contoso Ltd”. Trata-se do nome de uma empresa fictícia que a Microsoft criou apenas para fazer demonstrações relacionadas a seus produtos.

Foley define a mensagem do vídeo como: “O Google se importa mais com a receita publicitária do que com a sua privacidade”. O filme foi transmitido apenas para os participantes da conferência.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.