Você está ficando velho! Site mostra os números da sua vida
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Você está ficando velho! Site mostra os números da sua vida

A partir de uma data de aniversário, 'You're Getting Old' calcula vários dados e fatos relacionados à sua vida

Mariana Congo

06 de junho de 2014 | 10h35

Alguns números apenas comprovam o que todo mundo já sabe: a cada dia que passa, todos nós estamos ficando mais velhos. O site You’re Getting Old  (you.regettingold.com), lançando nesta semana, ajuda a confirmar isso.

A partir de uma informação básica – sua data de aniversário -, o site coloca sua idade em perspectiva e mostra vários números e fatos relacionados à sua vida. Faça o teste!

Por exemplo: quantas vezes seu coração bateu desde o nascimento, quantas velas de bolo você já soprou, quantos dias já viveu, quantas voltas a Terra já deu ao redor do Sol nesse período. Ele mostra também fatos históricos que aconteceram desde o dia em que você nasceu.

O site foi criado pelo casal Jolyon e Katya Ralph, de Londres. Eles trabalham, em casa, com programação e desenvolvimento de sites sobre pedras e minerais – uma das paixões deles.

Radar Tecnológico conversou , por email, com Jolyon. E ele contou como a gravidez da esposa (e hoje é aniversário dela, inclusive!)  influenciou na criação do You’re Getting Old. Leia abaixo.

(Reprodução)


Como e por que vocês desenvolveram a ideia do site? Vocês estão ficando velhos? =P

Jolyon – Minha esposa está na 40ª semana de gravidez e logo eu serei pai pela primeira vez – e eu tenho 44 anos! Isso tudo me motivou a pensar na ideia do site. Eu vinha pensando, já há algum tempo, sobre como nossas idades podem ser comparadas com eventos históricos. Comecei o projeto apenas por diversão. Originalmente, o site mostraria apenas o quanto um evento histórico aconteceu perto do aniversário de alguém, mas ao longo do projeto novas ideias foram surgindo.

Toda a base de dados é pública?

A base de dados foi coletada em várias fontes públicas na internet. Passamos por cada evento histórico desde 1800 para decidir o que incluir (isso demorou bastante!). Colocamos links da Wikipédia na maioria deles para que o site também possa ser uma ferramenta educativa, queremos que as pessoas aprendam sobre história a partir do site.

Alguns dados, com a idade média de morte, são baseados apenas em figuras históricas dos Estados Unidos, porque as idades médias de morte pelo mundo variam muito e isso ficaria confuso para grande parte das pessoas. Mas são figuras conhecidas pela maioria dos países industrializados, incluindo o Brasil.

Que tipo de comentários vocês mais escutam sobre o site?

É muito divertido ver posts de adolescentes no Twitter dizendo “Oh meu Deus, me sinto tão velho!” Cerca de 90% dos comentários são positivos. Muitas pessoas dizem que é o site aterroriza, mas fascina. Poucos disseram que o site os deixou deprimidos, e este não é o nosso propósito. Eu não fiquei deprimido lendo meu próprio relatório (que é bem grande!).

Também estamos percebendo um crescimento rápido do site em países que não falam inglês, por exemplo, no Brasil, na França, na Polônia e no México. Eu acho que tem aí uma diferença cultural: talvez os britânicos e os americanos fiquem menos confortáveis em pensar sobre idade. Mas eu planejo expandir o site ao longo do tempo, para que ele fique ainda mais interessante.

O casal Jolyon e Katya (Arquivo Pessoal/Facebook)

Tudo o que sabemos sobre:

you.regettingold.com; dados

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.