As vantagens e os cuidados nos empréstimos com as fintechs

Regina Pitoscia

22 Junho 2018 | 00h13

Mais do que dar autonomia às financeiras que concedem empréstimos pela internet (fintechs), a Resolução 4656 do Banco Central de abril deste ano, estruturou as normas legais para o seu funcionamento, consolidando um espaço para a sua atuação no mercado.  Não deixa de ser uma forma de reconhecer a importância dessas empresas para aumentar a concorrência e baratear o custo do crédito ao consumidor.

Na prática, essas instituições financeiras poderão processar toda a operação de crédito e atuar nas duas pontas, na de captação dos recursos – seja com aplicadores em busca de remuneração diferenciada, seja por meio de grandes fundos, ou por outras operações convencionais –  e na de concessão de empréstimos ao tomador final.

Com isso, será eliminada uma etapa de intermediação, que atualmente é feita pelos bancos. E, sem ela, os juros que costumam ser mais baixos nas fintechs podem cair ainda mais. Pelo menos essa é a expectativa. Em breve, muitas dessas empresas poderá estar operando dentro das novas regras, falta o sinal verde do BC.

Mais facilidades

Se mais empresas oferecerem crédito, quem precisar levantar um financiamento poderá ter acesso facilitado aos recursos por um custo mais baixo. Além do que, com a ajuda da tecnologia, em geral essas financeiras já oferecem condições mais favoráveis aos clientes que os bancos tradicionais.

Entre os atrativos já oferecidos está a capacidade das fintechs de analisar o perfil do interessado e liberar o empréstimo em curtíssimo espaço de tempo. Menos burocracia, menos exigências e em questão de horas, dependendo do caso, o dinheiro é creditado na conta do cliente.

Em seus portais, as fintechs possibilitam a simulação do valor das parcelas, a partir de dados como o crédito pretendido e o prazo para o pagamento. Cálculos que permitem a comparação dos juros cobrados entre elas e podem redundar em boa economia para o consumidor.

O leque de comodidade tem um preço, que consiste no cuidado redobrado em relação aos termos do contrato. Atenção às condições de tratamento após a concessão do empréstimo, à liquidação antecipada, à  taxa de juro cobrada e a outros encargos como Imposto sobre Operação Financeiras (IOF) e eventuais taxas, que resultam no Custo Efetivo Total, o CET – a base mais adequada para efeitos comparativos.

Sandro Reiss é o presidente e fundador de uma dessas fintechs, a Geru (www.geru.com.br), que concede crédito pela internet, sem exigência de garantias, e uma das primeiras a atuar no mercado brasileiro dentro desse modelo, em 2015. A empresa tem hoje uma carteira de 40 mil clientes ativos, com empréstimos em torno de R$ 500 milhões, a maior parte usada pelos tomadores para quitar dívidas mais caras como a do cheque especial e no rotativo do cartão de crédito. Segundo ele, há demanda também por parte de profissionais liberais para investimento em seus negócios e para a reforma de imóvel.

Na Geru, os financiamentos têm valor até R$ 50 mil, taxas de juro que variam de 2% a 5% ao mês e prazo de pagamento entre 12 e 36 meses. E o dinheiro pode ser conseguido tanto pelo crédito pessoal e consignado para aposentados. Em geral, o dinheiro é creditado em até 24 horas, tempo que poderá cair para 10 minutos, após o fechamento do contrato, se toda a documentação estiver em ordem.

O custo dos empréstimos, explica Reiss, poderia ser menor com um sistema de identificação do perfil do consumidor em prazos mais longos que permitisse diferenciar o bom do mau pagador. “É preciso analisar o histórico ao longo do tempo para que uma pessoa que passou por uma dificuldade financeira momentânea não seja permanentemente penalizada com negativas de crédito”.

O executivo considera um avanço a adoção do cadastro positivo, embora defenda seu aperfeiçoamento para que retrate o segmento de crédito no País com maior abrangência. Pelo modelo atual, como nem todos os inadimplentes têm seus nomes negativados pelos credores, o mercado poderia conceder crédito a quem não tem condições de pagá-lo.

Cuidados

Um aspecto nem sempre observado pelo consumidor, diz Reiss, é o tratamento que a financeira dará a suas informações. “Nem sempre o candidato fica sabendo, mas o contrato permite que seus dados sejam vendidos e compartilhados com outras empresas”. O resultado já é conhecido, um bombardeio de contatos e consultas que ele receberá depois.

Daí a importância da escolha de uma instituição idônea e com boa reputação no mercado que tenha esses cuidados com o cliente. Mais ainda, é preciso desconfiar de financeiras que pedem alguma parcela antecipada para a liberação do dinheiro, com as mais diferentes justificativas como taxas de cartório, taxas de cadastro, etc. Esse é o golpe mais comum aplicado na concessão de empréstimo online.

O site Juros Baixos (www.jurosbaixos.com.br) preparou uma lista de empresas que já cometeram este ou outro tipo de fraude em operação de crédito. Essa relação é preparada a partir de relatos e reclamações de consumidores que tiveram experiência negativa com a financeira.

                                                   Nome empresa/site

1 – BrasconCred – site / brasconcred.com.br

2 – Finemprestimos Credito Rápido / finemprestimos.com.br

3 – Empréstimo para Negativados Quality / Finnish Credit / emprestimosparanegativadosquality.com

4 – Ibi Créditos do Brasil / ibicredibrasil.com.br

5 – Agiota Online / agiotaonline.com.br

6 – JTS Financeira / jtsfinanceira.com

7 – Empréstimo via cartão de crédito / 123formbuilder.com/form-3561668/EMPRESTIMOSVIACARTAODECREDITO

8 – MDF Financeira / contato@assessoriamdf.com (sem site)

9 – Azul Financeira / creditopratodos.com ou azulfinanceira.com.br

10 – CréditoBR / creditobr.club

11 – RMD Finan / rmdfinan.com

12 – Bank Cred

13 – El Shamah / prefacilerapido.com.br

14 – Hot BV Empréstimos / hotbvemprestimos.com

15 – Platinum Agente Autônomo de Investimentos / e-mail: creditofinanceiranegativados@gmail.com ou credito-financeira@outlook.com e telefone (11) 4172 4567

16 – GGB Finance / ggbfinance.com.br

17 – Mastcred / mastcred.com

18 – FB Soluções Financeiras

19 –  CredOnline Assessoria Financeira

20 – Banco Nacional (Balcão Nacional de Crédito Geral Ltda ME)

21 – Empréstimo Agora – Empréstimo para Negativado / emprestimoagora.com

22 – Solucredi Financeira / creditoaprovado.com

23 – MF Cred / mfecredito.com

24 –  Central Creditos / centralcreditoeseguros.com.br

25 –  PontoInvest / pontoinvest.com

26 – Empréstimo Colonial / emprestimocolonial.com

27 – FRJ Financeira / frjfinanceira.com

28 – Porto Assessoria Online / portocreditassessoria.com

29 – Moneycredit Investimentos / moneycreditinvestimentos.com

30 – Empréstimo Para Pessoas Negativadas – Empréstimo com Nome Sujo / emprestimopessoalgarantido.com.br