Banco Sofisa Direto tem política voltada ao pequeno investidor

Regina Pitoscia

27 de novembro de 2019 | 01h09

O Banco Sofisa Direto já tem normalmente a sua política voltada para o pequeno aplicador: aceita investimento inicial com valor simbólico, de R$ 1,00, e oferece mesmo a essas pequenas quantias taxas interessantes, as que costumavam ficar restritas a quem contava com volumes expressivos para investir. Nessa semana, o banco oferece algumas promoções dentro da Black Friday também para o dinheiro mais picado.

Esse banco, criado em 2011 inteiramente em moldes digitais, faz parte do mesmo grupo do Banco Sofisa, que atua no mercado há mais de 58 anos.  A ideia de levar as operações para uma plataforma 100% digital fez surgir o Sofisa Direto, livre de custos de uma agência física, ou com caixa-forte, transporte, segurança, entre outros, que precisam ser suportados por um banco tradicional.

“O objetivo foi o de repassar imediatamente os custos mais baixos aos clientes”, esclarece o seu presidente, Alessandro Andrade. “Assim, lançamos a conta corrente gratuita, sem nenhuma tarifa”. Como consequência, foi possível também democratizar o mercado financeiro dando ao pequeno investidor o acesso às taxas mais atraentes do mercado. “ O cliente pode ter 1, 100, 1.000 reais ou mais que receberá o mesmo tratamento aqui no banco”, esclarece ele.

Dentro dessa linha de tratamento igualitário, o banco passou a oferecer mesmo ao pequeno poupador CDBs com liquidez diária (possibilidade de saque a qualquer dia) e com uma remuneração equivalente a 100% do Certificado de Depósito Interbancário, o CDI, ou simplesmente DI. Nível de taxa praticada nas operações realizadas entre bancos, portanto para grandes volumes de recursos. Vale ressaltar que esse mesmo papel quando oferecido pelos maiores bancos paga uma remuneração mais baixa, em torno de 85% do CDI.

É verdade que, atualmente, o CDI não está lá essas coisas, caiu junto com a taxa Selic e está em torno de 4,8% ao ano. No entanto, para quem não pode e não quer correr risco com o dinheiro que precisa de liquidez (ser movimentado a qualquer momento), os CDB com resgates diários e com essa taxa se tornam uma boa opção, porque são mais rentáveis e oferecem maior liquidez do que a caderneta.

Recentemente, o Sofisa Direto lançou um fundo Tesouro Selic para aplicações a partir de R$ 1 mil. Nele, o dinheiro é aplicado em títulos públicos federais atrelados à taxa básica da economia (Selic), também com liquidez diária. A diferença é que os clientes podem eliminar a burocracia e investir diretamente pelo aplicativo do banco, sem a necessidade de contratar uma corretora e sem ter de pagar taxa de custódia. Há a cobrança de taxa de administração de 0,2% ao ano.

Também esse tipo de fundo pode ser uma opção interessante à caderneta, porque tende a proporcionar um retorno líquido 15% superior, estima Andrade. “Fomos buscar os gestores de renome, especializados, que seguem de perto o mercado financeiro e estão atrás da melhor performance para o aplicador”.

E não apenas para o fundo de renda fixa, mas especialmente agora com a queda dos juros, para os fundos que contam com um grau de risco mais elevado e em contrapartida podem proporcionar uma rentabilidade diferenciada, como os multimercados.

Para atender a essa nova demanda do mercado, o Sofisa Direto lançou duas opções: o multimercado Absolute Hedge FIC FIM, com investimentos em títulos de renda fixa pós e prefixado, renda variável e moedas estrangeiras; e o Occam Equity Hedge FIC FIM, que utiliza a estratégia de arbitragem no mercado de renda variável, sendo capaz de gerar valor em momentos de alta e de queda da bolsa. Ambos têm investimento inicial de R$ 5 mil.

Alessandro ressalta que o banco teve o cuidado de formar a carteira desses fundos para atender os diferentes perfis de investidor, do mais conservador ao mais arrojado, mas sempre com o mínimo de volatilidade possível. E isso para que o investidor, que está habituado com a renda fixa, possa ir se acostumando aos poucos com o sobe e desce da renda variável, sem perder dinheiro. “Os fundos cumprem um papel fundamental na diversificação das carteiras, por isso, oferecemos fundos de renda fixa, multimercados e ações”, explica o executivo.

O Sofisa Direto conta com também outras aplicações como em Letras do Crédito Imobiliário e Letras do Crédito Agrícola, que têm a proteção do Fundo Garantidor de Crédito. Com essa variedade, é possível diversificar os investimentos comprando esses produtos de forma avulsa ou aplicando em sugestões de carteiras personalizadas, montadas por um robô de investimentos, oferecido gratuitamente ao cliente.

Andrade compara esse robô ao do Waze, você está em um local A e quer chegar ao local B. No Sofisa Direto, o robô mostra o caminho, ou seja, quais os investimentos mais indicados para que o aplicador alcance os seus objetivos e chegue onde quer chegar. Segundo ele, ao considerar o objetivo e o perfil do investidor, o robô oferece sugestões de combinação de aplicações de modo a proporcionar a melhor rentabilidade no menor espaço de tempo.

Durante essa semana, o banco além de reforçar os atrativos em títulos como CDB, LCI, LCA e fundos, o cliente terá de volta 0,5% do total investido (cashback), sem limite, que serão revertidos em créditos no cartão Sofisa Direto a serem usados em compras.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.