Facebook garante festa inesquecível para garotinho autista
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Facebook garante festa inesquecível para garotinho autista

Depois que nenhum dos coleguinhas convidados compareceu, mãe publicou desabafo na rede social e recebeu ajuda inesperada do xerife e dos policiais da cidade de St. Cloud, na Flórida

Economia & Negócios

23 Fevereiro 2015 | 16h43

Glen, com um dos brinquedos que ganhou na sua festa inesquecível (Reprodução/Facebook)

Glen, com um dos brinquedos que ganhou na sua festa inesquecível (Reprodução/Facebook)

 

O Facebook salvou a festa de um menino autista de seis anos nos Estados Unidos. A mãe do garotinho postou na rede social um desabafo ao perceber que nenhum dos amiguinhos convidados compareceu para a comemoração. Pouco tempo depois, a festa era um sucesso e boa parte das crianças da cidade estavam pedindo aos pais uma comemoração no mesmo estilo.

Glenn Buratti é um menino autista e epilético que mora em St. Cloud, na Flórida. Ele fez 6 anos e a família deu uma festinha, mas nenhum dos 16 colegas de classe compareceu. O menino ficou arrasado, e a mãe dele mais ainda.

Sem saber o que fazer, a mãe postou um comentário sobre o caso no Facebook. O xerife local tomou conhecimento e ficou comovido. Ele entrou em contato com a família e pediu para ajudar.

Informado de que Glenn gostava de brincar de polícia e bombeiro, o xerife entrou em ação. Acionou vários colegas policiais e bombeiros e marcou um encontro na casa do garoto. A festa superou tudo que o garoto e sua família podiam imaginar.

O aniversariante no caminhão dos Bombeiros  e os brinquedos que ganhou dos policiais (Reprodução/Facebook)

O aniversariante no caminhão dos Bombeiros e os brinquedos que ganhou dos policiais (Reprodução/Facebook)

Comoção. Além dos muitos presentes – miniaturas de carros de polícia,distintivos, capacete de bombeiro -, Glenn saiu em “missão” com uma equipe da Swat e andou num caminhão de bombeiro. Nessa altura, muitos pais de outras crianças da cidade também haviam entrado em contato com a família Buratti para perguntar se podiam levar os filhos para a festa que entrou para a história da cidade e comoveu muita gente no país.

O ponto alto da festa foi o helicóptero da polícia sobrevoando a casa do garoto tão baixo quanto possível para todos os presentes pudessem ver o piloto acenando especialmente para o aniversariante.

Helicóptero sobrevoa a casa do garoto: ponto alto da festa (Reprodução/Facebook)

Helicóptero sobrevoa a casa do garoto: ponto alto da festa (Reprodução/Facebook)

 

Noticiário na TV. Na hora de cortar o bolo, havia 15 crianças e 25 adultos ao redor da mesa, mas centenas de curiosos aplaudiam do lado de fora. A festinha que parecia fadada ao fracasso ganhou espaço no noticiário das emissoras de TV e abriu um debate sobre eventos envolvendo crianças autistas. “As vezes é difícil, mas meu conselho é: não desista nunca”, disse a mãe do garoto.

 

Mais conteúdo sobre:

Facebook