Relógio mais caro do mundo é vendido em leilão por R$ 30 milhões
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Relógio mais caro do mundo é vendido em leilão por R$ 30 milhões

Peça foi confeccionada em ouro de 18 quilates com um mostrador de esmalte azul e fundo que reproduz o céu noturno visto do Central Park, em Manhattan

blogs

12 de novembro de 2014 | 09h50

Relógio de bolso mais caro do mundo (Foto: AP)

Relógio de bolso mais caro do mundo (Foto: AP)

O mais famoso relógio de bolso da história, o Supercomplication, feito pela Patek-Philippe para o banqueiro americano Henry Graves, na década de 1930, foi vendido em leilão da Sotheby’s em Genebra.

O preço de venda chegou a US$ 21,3 milhões (o equivalente a R$ 30 milhões), superando em muito as estimativas mais otimistas, que iam de US$ 12 milhões a US$ 15 milhões.

O relógio considerado atualmente o mais caro do mundo foi foi confeccionado em ouro de 18 quilates com um mostrador de esmalte azul pelo relojoeiro Patek Philippe.

Relógio de bolso mais caro do mundo (Foto: AP)

Relógio de bolso mais caro do mundo (Foto: AP)

Trata-se, segundo especialistas, do mais complexo relógio já produzido sem a utilização de tecnologia informática. Associated Press

Leia mais: ‘Santo Graal’ dos relógios foi encomendado em 1925 pelo banqueiro americano Henry Graves Júnior

Tudo o que sabemos sobre:

LeilãoRelógio

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.