Crédito para carros tem inadimplência recorde

Estadão

27 de janeiro de 2009 | 22h04

Dados divulgados pelo Banco Central nesta terça-feira mostram que a inadimplência no financiamento de veículos cresceu 1,3% no ano passado em relação a 2007. Do total de R$ 81,375 bilhões emprestados em 2008 para a compra de veículos, 4,3% não foram pagos. Este é o maior patamar da série histórica iniciada em junho de 2000, informa reportagem do Jornal da Tarde desta quarta-feira.
A inadimplência, que permanecia na faixa dos 3% desde 2006, passou para a faixa de 4% a partir de outubro de 2008, um reflexo da crise internacional.
A saída para quem está nesta situação é procurar o banco para negociar, dizem os especialistas. Se o banco retomar o carro e for leiloá-lo para cobrir a dívida, vai levantar menos dinheiro do que precisa para cobrir o rombo, pois o mercado está em baixa. Desta forma, todos perdem, o que é um bom argumento para começar a negociação.
Vale lembrar que, em geral, o banco só retoma o veículo em caso de não pagamento superior a seis meses. Mas é melhor não esperar tanto para procurar uma solução.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.