seu bolso

E-Investidor: O passo a passo para montar uma reserva de emergência

Dá para ter independência financeira só com Tesouro Direto?

Sílvio Guedes Crespo

31 de julho de 2018 | 11h59

Você sabe quanto precisaria ter em Tesouro Direto hoje para se tornar financeiramente independente?

Essa é uma pergunta muito comum que eu recebo no blog Dinheiro pra Viver, e neste artigo aqui no Estadão vou respondê-la para você.

Aqui eu estou chamando de independência financeira a situação em que a sua renda não oriunda do trabalho é capaz de cobrir todos os seus gastos.

Suponha que você gaste R$ 5.000 por mês. Para você ser independente financeiramente somente com Tesouro Direto, você precisaria ter hoje aproximadamente R$ 1,5 milhão no título chamado “Tesouro IPCA com juros semestrais 2050”.

Com esse valor aplicado nesse título, você vai receber na sua conta corrente cerca de R$ 60 mil por ano, o que dá R$ 5.000 por mês. Isso considerando uma inflação de 4% ao ano e supondo que você aplique o seu dinheiro em uma corretora que não cobra taxa para Tesouro Direto. Ainda, nesse cálculo já está descontado o Imposto de Renda e a taxa obrigatória cobrada pela B3.

Se R$ 5.000 por mês for pouco para você, basta você adaptar a conta para a sua necessidade. Para cada R$ 1.000 por mês que você quer poder gastar, você precisaria ter hoje R$ 300 mil no título citado.

Assim, se você quer poder gastar R$ 10 mil por mês, precisaria ter R$ 3 milhões em Tesouro Direto.

Logo, não existe uma resposta única que diga se dá ou se não dá para ser financeiramente independente só com Tesouro Direto. Se você tem R$ 1,5 milhão e está disposto a viver com R$ 5.000 por mês, então para você é possível.

Agora, se você acha que o Tesouro exige dinheiro demais para um retorno pequeno, então você pode estar mais propenso a aplicações de risco maior, como títulos de bancos pequenos e médios, fundos imobiliários ou ações, entre outros.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: