Tem pânico de entrevista de emprego? Veja como controlar a ansiedade

Fernando Scheller

31 de agosto de 2010 | 12h27

O João Luís, nosso leitor, conta que tem um medo inexplicável de entrevista de emprego:

“Fiz duas entrevistas e particularmente em uma delas, com um consultor de uma grande consultoria, para o Banco Itaú, travei. Preparei-me psicologicamente para não tremer, mas a ansiedade foi tanta… O consultor tem que testar suas habilidades, conferir se o candidato mente ou não, mas achei o processo cruel. O interrogatório faz sua cabeça girar e dá branco, você esquece as coisas mais importantes, as palavras não vêm à boca e você sai da sala com o sentimento amargo na garganta. Sinto-me como se estivesse no proctologista.”

Jaqueline Weigel, diretora-geral da Weigel Coaching, diz que este tipo de sentimento é normal e afirma que é preciso “treinar” com antecedência. Quanto mais prática, melhor será o resultado na “hora H”:

“Entendo perfeitamente sua reação, pois ela é mais normal do que se imagina. O estado nervoso é comum mesmo para os mais experientes e preparados. Afinal, a entrevista é um momento de avaliação. A preparação deve incluir conteúdo, exercícios de possíveis respostas e talvez um ensaio pré-evento. O entrevistador também tem um papel difícil, pois precisa escolher entre muitos candidadtos o que melhor atende as necessidades da empresa. O entrevistador observa suas qualificações técnicas, sua postura, seu modo de falar, sua habilidade de gerenciar emoções e de ficar sereno mediante um momento como este. Muitas vezes, pessoas qualificadas tecnicamente falham no quesito comportamento. E como você reagirá caso seja contratado e existir uma situação similar?

Minha dica é que você desenvolva esta habilidade com amigos, na  família ou até mesmo na frente do espelho. Um dos grandes obstáculos numa entrevista é o medo, que se apresenta em diversas formas: medo de ser avaliado, de não atender às expectativas e de passar por um julgamento. Liberte-se dos receios e dê atenção ao que é talentoso em você. Todos nós temos limitações. O importante é ficar tranquilo, respirar fundo, pensar antes de responder e saber que, se não obter êxito nessa entrevista, outras virão. Seja sincero, honesto, mostre vontade de aprender e interesse pela vaga. Pode não resolver sempre, mas ajuda. Boa sorte.”

E você, já passou por um momento de pânico em entrevistas? Tem uma técnica para controlar a ansiedade? Partilhe com a gente.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.