Um guia para abrir portas profissionais

Fernando Scheller

26 de outubro de 2010 | 16h46

Você recebeu uma boa proposta profissional, mas gosta do seu emprego atual. Mesmo assim, decidiu que é a hora de tentar algo diferente, que pode abrir novas possibilidades, além de garantir um melhor balanço com as suas ambições pessoais. Se você decidiu “se jogar” no mercado, mas quer manter as portas abertas onde você está saindo, há alguns passos a seguir.

Veja pontos a considerar, de acordo com a Patricia Epperlein, da consultoria Mariaca:

– Saia em bons termos: isso significa ouvir bem o empregador quanto às necessidades de aviso prévio, por exemplo.

– Seja claro em suas razões: mostre bem que as vantagens profissionais que você está obtendo não podem ser obtidas ali mesmo, pelo menos no curto prazo.

– Não fale mal do seu antigo emprego uma vez que você chegou no novo ambiente. Se tem algumas considerações a fazer, faça-as discretamente (ou, melhor ainda, faça um voto de silêncio).

– Mantenha contato com os ex-colegas. Mas é preciso ser natural; não dá para começar a mandar e-mails toda hora para pessoas com as quais você não tinha muito contato anteriormente.

– Convide ex-colegas mais próximas para uma cervejinha e conte seus novos passos profissionais (cuidado para não exagerar no “verniz”, para não parecer arrogante).

– A não ser que você esteja muito mal onde trabalha hoje, espere ser convidado pela empresa anterior; a negociação salarial é melhor e pedir para voltar pode desvalorizar o seu passe.

– Ao voltar, tente não regressar para a mesma função de antes. Senão, a insatisfação pode não ir embora.

E você? Já saiu de uma empresa e depois voltou a trabalhar nela? Acha que isso dá certo?

Dê sua opinião.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.