finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Você trabalha em uma empresa com regras claras?

Fernando Scheller

18 de fevereiro de 2011 | 13h16

Se a resposta é não, cuidado.

As empresas que aparecem nos rankings de melhores companhias para trabalhar têm, geralmente, algo em comum: regras claras sobre comportamento corporativo, promoções para os funcionários e a própria situação financeira do negócio. Na Caterpillar, uma das melhores empresas para trabalhar, o principal executivo fez reuniões com o pessoal de chão de fábrica para debater os problemas da companhia durante a crise financeira mundial de 2008. Resultado: a empresa apareceu perto do topo das melhores para trabalhar do instituto Great Place to Work.

E essa clareza, dizem advogados, precisa se estender aos detalhes. O advogado Renato Canizares, da área trabalhista do escritório Demarest & Almeida, afirma que as empresas devem estabelecer parâmetros para o uso dos smartphones, especialmente aqueles de propriedade da corporação. “O melhor é recomendar que o aparelho seja usado somente em horário de trabalho.” Sem um direcionamento específico, diz ele, a companhia pode abrir a porta para processos trabalhistas. E a tecnologia, em vez de ajudar o dia a dia de trabalho, pode se tornar um tiro no pé.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: