10 dicas de como estimular a inovação em tempos de crise
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

10 dicas de como estimular a inovação em tempos de crise

Assim como em muitos casos, o ataque pode ser a melhor defesa. Incentivar as pessoas a se tornarem mais inovadoras e procurar por soluções, pode ser uma boa iniciativa para as empresas continuarem a crescer, mesmo em um cenário econômico conturbado

Claudio Marques

27 Julho 2016 | 13h01

Drone movido a energia solar da empresa Titan Aerospace

Drone movido a energia solar da empresa Titan Aerospace

*Fábio Túlio

1- Em primeiro lugar, é importante lembrar que a inovação não depende necessariamente de grandes investimentos ou da existência de grandes tecnologias. Trata-se de algo que envolve mudança de atitude e de hábitos.

2- Portanto, evite ser contaminado pelo desânimo geral. Lembre-se: Nenhuma adversidade pode ser capaz de impedi-lo de alcançar os objetivos se a sua decisão for constante. Procure cercar-se sempre de pessoas que tenham gás suficiente para o surgimento de novas ideias e para tocar novos projetos.

3- Inovação não provém de um gênio individual. A maior parte das inovações foi criada através de grupos de pessoas trabalhando juntos. Estimule a criação de redes de trabalho colaborativo e a troca constante de ideias.

4- Busque a inovação por meio de múltiplas fontes, tanto internas quanto externas. Quando pessoas e seus diferentes pontos de vistas convergem, elas criam projetos de inovação que os indivíduos sozinhos não conseguiriam pensar.

5- Saia da sua “caixinha”. Interesse-se pelo trabalho de outros segmentos e departamentos mesmo que não tenham relação com o seu trabalho. Mantenha-se aberto a ideias “estranhas”, pois nunca se sabe de onde uma inspiração pode brotar para um novo processo, produto, embalagem, etc.

6- Estimule a equipe a manter a comunicação permanentemente uns com os outros, de maneira que desafios sejam gerados entre eles, e para que eles possam aprender com as ideias dos outros e assim plantar a semente para a inovação futura.

7- A equipe deve funcionar como um agente ativo, e deve estar preparada para ousar quando necessário. Quando um time está suficientemente afinado nesse sentido, ele pode conseguir ver a oportunidade nas mais diferentes ocasiões. Quando isso acontece, a inovação se torna um “estado de espírito”.

8- Correções são necessárias para criar e manter o nível de inovação funcionando perfeitamente. Para tanto, todo líder deve se questionar ao longo do tempo sobre três perguntar básicas: O que eu devo continuar fazendo? O que eu não devo continuar fazendo? E o que eu devo começar a fazer?

9- Observe e acompanhe as principais mudanças que estão acontecendo no mundo. Procure saber quais tipos de tecnologia estão sendo adotados, e que tipos de comportamentos e valores ser tornarão obsoletos por causa da crise.

10- Por último, por menor que seja sua empresa, nunca é demais lembrar a frase de Steven Jobs, segundo o qual “a inovação é o que faz a diferença entre um líder e um seguidor”. É preciso escolher de que lado você quer estar nesse jogo.

* Diretor-presidente da Jiva Gestão Empresarial

Mais conteúdo sobre:

inovação