Caos urbano faz proliferar deliveries diversificados

Caos urbano faz proliferar deliveries diversificados

Claudio Marques

10 de junho de 2013 | 08h13

 

Andréa e Carolina criaram confecção e a loja delivery Sob Medida Para Você

 

 

Cris Olivette

Serviços de delivery proliferam na cidade tanto em quantidade como em variedade. Enquanto os congestionamentos e a agenda lotada são fatores de estresse para muitos, para outros são oportunidades de negócios. Um exemplo de empresa criada para oferecer praticidade, conforto e atendimento personalizado é a loja delivery de roupas personalizadas Sob Medida Para Você, lançada no final de 2012 pelas primas Andréa Moras e Carolina Vilas Boas.
“A Carol é formada em moda e no ano passado nos unimos para montar uma marca de roupas. Mas não sabíamos como distribuir os produtos, então tivemos a ideia de fazer a loja delivery”, diz Andréa.
Para divulgar as peças, as sócias criaram um site que serve como vitrine, no qual as clientes preenchem um cadastro com dados sobre seu perfil. “Ao receber um pedido, nós montamos looks completos e personalizados e enviamos à casa da cliente, sem cobrar taxa nem exigir compromisso de compra”, diz Carolina. A cliente tem até três dias para devolver a mala de roupas e se quiser comprar algo, pode pagar com cartão de crédito e até parcelar.
Menos personalizado, mas bastante prático, é o serviço criado pelas engenheiras de alimentos Melissa Juliani Garcia e Maura Raposo de Almeida. Elas queriam abrir algo na área de alimentação que ainda não houvesse no Brasil, e perceberam a oportunidade a partir de uma necessidade delas.
“Sempre trabalhamos muito e mesmo gostando de cozinhar, raramente tínhamos tempo de sair para comprar os ingredientes, depois lavar e picar tudo para começar a preparar o prato”, diz Melissa.
Assim como elas, muitas pessoas enfrentam o mesmo problema, que agora pode ser solucionado pelo Le Box, e-commerce gastronômico idealizado por elas. “Nós entregamos na casa do cliente, no dia e horário agendado, um box com todos os ingredientes lavados e picados para que a pessoa prepare o prato que selecionou em nosso site.”
Praticidade. As sócias contam que cada item é embalado em porções individuais e armazenado em potes numerados. “O cliente recebe junto com a receita um folder com o passo a passo que segue o sistema “cook by numbers”, ou seja, para preparar o prato basta seguir os números nas embalagens e voilà”, afirma Maura.
As sócias contam que com base na escolha, o cliente já visualiza no site uma sugestão harmonizada de menu com opções de entrada, sobremesa e bebida. Elas dizem que tudo foi pensado para que o cliente se sinta um chef e cozinhe com prazer.
Depois de impressionar com um jantar perfeito, ainda é possível surpreender aquela pessoa especial com a produção oferecida pela Doce Sensualidade, empresa criada por Thais Plaza e que faz entrega delivery de ingredientes para montar uma decoração sensual.
A empresária diz que antes de preparar o kit, faz uma entrevista com o cliente para saber mais sobre suas preferencias. “Seguindo essas informações preparamos uma trilha sonora personalizada, com músicas que marcaram a vida do casal.”
Thais afirma que o kit sedução inclui aromatizante de ambiente, presente surpresa, pétalas de rosa, balões com formato de coração, frutas, chocolates e vinhos. Além de recadinhos românticos e sensuais com os apelidos usados pelo casal. “A decoração tanto pode ser montada por mim quanto pelo cliente. Todos os elementos que utilizo para caracterizar ambientes íntimos têm por objetivo estimular os cinco sentidos”, conclui.
Bem-estar. Quem precisa de cuidados e não pode sair de casa também encontra opções nos serviços delivery. A farmacêutica Lisa Pellegrini, por exemplo, estudou acupuntura e dieta terapia na China e hoje concilia o atendimento de pacientes em domicílio e no consultório. “Muitas pessoas não conseguem se deslocar até o consultório no início do tratamento, por isso faço acupuntura delivery.” Segundo ela, 30% de seu trabalho é realizado nesse formato.
Para quem tem visão reduzida, a Ótica Delivery é a solução. Criada pelo empresário Claudinei Casellatto há cinco anos, o negócio focava inicialmente outro público. “Atuo no ramo de ótica há 15 anos, há cinco resolvi investir no serviço de entrega para atender pessoas que trabalham muito e não têm tempo de procurar uma ótica.”
Com o tempo, porém, ele direcionou os serviços para mais um nicho, o de pessoas com baixa visão. “O Brasil possui 4 milhões de pessoas com esse tipo de deficiência. Para esse público o delivery é uma maravilha.”
Casellatto diz que as pessoas se surpreendem com o serviço. “Adoram a comodidade que oferecemos.” Segundo ele, poucas óticas têm condições de fazer esse tipo de lente, que requer produtos especiais. “Nos especializamos nesse segmento e temos crescido 20% ao ano.”

Tendência se dissemina em bairros populosos

Professor de gestão de marcas e marketing estratégico da ESPM, Marcos Bedendo afirma que a personalização de produtos e serviços é uma tendência que encontra no delivery um facilitador, especialmente em grandes centros urbanos.
Segundo ele, a personalização ocorre mais entre pequenos empreendedores pela questão da manufatura e do trabalho artesanal. “A tendência é confirmada quando vemos fabricantes que produzem em grande escala tentando participar desse mercado”, afirma.
Bedendo cita como exemplo, uma montadora de carros e uma fabricante de geladeiras e fogões. “Essas indústrias criaram linhas de produtos que dão ao cliente a opção de escolher cores diferentes e o tipo de acabamento, com o objetivo de personalizar o produto.”
O consultor de marketing do Sebrae-SP, José Carmo Vieira de Oliveira, concorda com o professor. “O delivery proliferou nas grandes cidades em função da falta de tempo e do trânsito intenso.” Oliveira acrescenta, porém, que produtos personalizados que são comercializados via delivery costumam ser restritos às classes A e B. “Já o delivery da área de alimentação ainda é o mais requisitado pelas classes C e D”, afirma.
Bedendo acrescenta que delivery de comida sempre ocupou espaço maior, mas em cidades como São Paulo e Rio de Janeiro há uma infinidade de opções de serviços. “A entrega é uma alternativa de negócio para a qual o empreendedor precisa estar atento, assim como a maneira de divulgar o serviço, que passa pelos canais digitais onde ele pode expor os produtos”, diz.
Segundo Oliveira, quem pensa em entrar no segmento de produtos personalizados ou de serviços delivery, encontrará um mercado crescente.
“Esses empreendedores podem começar a trabalhar porque ainda existe um campo enorme para mais de dez anos de atuação. Profissionais que oferecem atendimento delivery de acupuntura, massoterapia e nutrição estão entrando em bairros populosos e disseminando a tendência”, diz.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.