Conselhor para ser um empreendedor de sucesso

Claudio Marques

20 de novembro de 2012 | 08h01

You, inc foi criada com foco em compactos

Empresários contam que criaram incorporadora para atuar somente em São Paulo,

construindo empreendimentos voltados à classe média alta

Cris Olivette
Abrão e Eduardo Muszkat, tio e sobrinho, formaram uma sociedade há três anos para criar a incorporadora You,inc. Abrão, de 64 anos, ingressou nesse mercado há 37 anos com a incorporadora ABC. Já Eduardo, de 52 anos, é engenheiro de produção formado pela Poli-USP e trabalhou vários anos como consultor em multinacionais europeias e em um banco de investimento.
“A You foi criada para ser diferente das concorrentes. Ela nasceu para ser grande. Não obstante, é uma empresa jovem, que saiu do zero. Em setembro de 2009, não tínhamos nada, a não ser nossa experiência, nosso capital e alguns parceiros”, afirma Eduardo Muszkat.
Ele conta que há dez anos, a Incorporadora ABC associou-se a uma construtora, criando a Even Incorporadora e Construtora S/A. Na sequência, a empresa abriu seu capital para o mercado e tornou-se uma das mais importantes do Brasil. Em agosto de 2009, Abrão vendeu sua participação na empresa e procurou o sobrinho, propondo a criação de uma nova incorporadora.
“Como consultor, ajudei a estruturar e reestruturar grandes empresas no mundo. Também atuei em um banco de investimento com a missão de tornar os negócios dos clientes mais interessantes para os investidores”, diz Eduardo.
Por outro lado, diz ele, seu tio sabia como ganhar dinheiro no segmento de incorporação. “Com seu know-how, ele definiu a forma de atuar da empresa.” Eles optaram, por exemplo, por operar só em São Paulo, focando a classe média alta, apenas no segmento compacto, basicamente residencial.
“De setembro de 2009 a setembro de 2010, organizamos a estrutura de gestão, processos, controle e planejamento e definimos metas. Começamos a operar em novembro de 2010, já visualizando que na virada do ano iríamos buscar investidores.” Abrão tinha parceria pré-existente com o fundo americano Paladin. “Em maio de 2011, fizemos uma joint venture de US$ 50 milhões. Um ano depois, negociamos 25% de participação da Paladin na You. Quando fizemos essa parceria já tínhamos lançado três ou quatro projetos”, diz.
Segundo ele, no próximo ano a empresa fará 15 lançamentos com R$ 900 milhões de VGV. “Até o final de 2012, completaremos 26 meses de atividade, com um total de R$ 1 bilhão em VGV.”
Eduardo Muszkat, no entanto, revela outra faceta empreendedora. “Quando voltei da Europa, em 1994, queria fazer alguma coisa diferente, e tinha muita vontade de trabalhar com música, daí abri a gravadora MCD.”
Ele conta que o foco foi o segmento de world music. “Após o nascimento de minha primeira filha, entrei no segmento infantil. Hoje, a MCD é líder nesse segmento e conta com nomes como Palavra Cantada e Cocoricó.” Eduardo diz que, ao começar um negócio, todos encontram pedras pelo caminho e estradas no meio das pedras.
“Você pode tropeçar e cair, mas também pode desviar e pegar uma estrada. As oportunidades aparecem todos os dias e os problemas também.”

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.