De ambulante a presidente de franqueadora

De ambulante a presidente de franqueadora

Empresário começou a trabalhar aos 12 anos como padeiro, depois foi verdureiro e açougueiro, entre outras atividades

CRIS OLIVETTE

21 Abril 2015 | 10h31

Presidente da rede de franquias de idiomas Yes!, Clodoaldo Nascimento.

Presidente da rede de franquias de idiomas Yes!, Clodoaldo Nascimento.

“Já fiz de tudo nesta vida”, diz o presidente da rede de franquias de idiomas Yes!, Clodoaldo Nascimento. Entre as atividades exercidas por ele estão as de padeiro, verdureiro, açougueiro, ambulante e funcionário de supermercado. “Trabalho desde os 12 anos. Venho de uma família carente e precisei começar cedo para ajudar em casa.”

O empresário conta que entrou na área de idiomas em 1989, quando tinha 19 anos. “Eu era representante comercial, ou seja, tinha de bater de porta em porta com a missão de conquistar alunos para uma escola de inglês.” Sua relação com a marca Yes começou no início dos anos 1990, quando ingressou na empresa como gerente comercial, responsável pela captação de alunos para duas unidades da marca.

Segundo ele, depois de oito meses surgiu a oportunidade de montar a sua própria franquia. “Consegui ajuda de um sócio investidor para montar a primeira escola, no final de 1991. A unidade foi um sucesso e nos levou a montar outras.”

Foi assim que o seu sonho de ter um negócio começou a virar realidade. “Fomos crescendo ano a ano até atingirmos sete unidades distribuídas por Rio de Janeiro e Minas Gerais.”

Em 2004, o detentor da marca resolveu deixar a atividade. Nascimento comprou a empresa e se tornou presidente da franqueadora. “Assim que assumi o negócio, iniciei um projeto de expansão. Meu sonho era levar a marca para todo o País.”

O primeiro passo para atingir esse objetivo foi se filiar a Associação Brasileira de Franchising (ABF). “Em seguida, contratei uma consultoria para formatar o modelo de franquia. Queria padronizar os processos antes de iniciar a expansão”, conta.

Durante esse período, a Yes! ficou dois anos sem fazer nenhuma comercialização. “No final de 2006, iniciamos a comercialização de novas unidades.” Ele conta que quando compro a empresa, a marca tinha 27 unidades. “Quando divulguei que adotaria uma nova postura, esse número caiu para 17. Dei a possibilidade para que os franqueados seguissem o novo modelo, mas dez preferiram declinar e seguir outro caminho.”

Um ano depois de estar operando com o novo formato, a Yes! recebeu o prêmio de melhor franquia de idiomas do Brasil. “Deixamos de ser uma rede carioca para nos tornarmos uma rede brasileira.”

Hoje, a Yes! tem 150 unidades e a sua meta é fechar 2015 com 200. “Independentemente da crise, o franchising brasileiro continua sendo um dos que mais cresce no mundo. Em 2014, o crescimento foi de 7,7%. Se compararmos com a maior economia do mundo, superamos a China, que cresceu 7,4% no ano passado. A franquia ainda é a forma mais segura para começar um negócio”, ressalta.

Segundo ele, sua empresa cresce entre 8% e 10% ao ano. A rede gera cerca de mil postos de trabalho, entre diretos e indiretos. “Cada vez fica mais evidente que as pessoas precisam se qualificar. No Brasil, apenas 5% da população fala um segundo idioma, e quando se aplica uma prova de proficiência, esse número cai para 2%.”

Nascimento diz que frequentemente recebe alunos que perderam oportunidade de emprego por não saber um segundo idioma. “Quem está se preparando para empreender deve seguir seu sonho, não ter medo de apostar e acreditar que será capaz de superar as adversidades, que não serão poucas e nem pequenas. O sucesso só depende de você, acredite em sua capacidade e tenha pessoas capacitadas ao seu lado.”

Mais conteúdo sobre:

empreeendedor de sucesso