Empreender na terceira idade é uma opção?
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Empreender na terceira idade é uma opção?

O 'capital humano' acumulado ao longo da vida favorece a criação e o desenvolvimento de um negócio nos empreendedores seniores

blogs

11 Julho 2018 | 09h49

Claudia Aparecida de Azevedo, consultora do Sebrae-SP

Os brasileiros estão em processo de envelhecimento.

Foto: Pixabay

Crescerá a proporção dos que têm 40 anos ou mais, e cairá a dos que têm até 29 anos (IBGE, 2016).

Pesquisando sobre empreendedorismo na maturidade observa-se algumas características gerais sobre os empreendedores na ‘melhor idade’, as quais destaco: os fatores psicológicos e de personalidade mais relevantes para os seniores são a tolerância ao risco e a autonomia. 

Os seniores são geralmente considerados menos avessos ao risco do que os jovens devido à sua experiência, apesar dos menores níveis de saúde e energia associados ao envelhecimento.

autonomia surge associada à autoavaliação relativa ao conhecimento e capacidades pessoais para iniciar um negócio; os indivíduos mais velhos, com falta de oportunidades de carreira, desempregados ou na situação de aposentadoria, podem ver na atividade empresarial de pequena escala uma forma de se manterem ativos e, deste modo, aumentarem a sua inclusão social e contribuírem de forma útil com o seu ‘capital’ humano e social.

O ‘capital humano’ acumulado ao longo da vida favorece a criação e o desenvolvimento de um negócio nos empreendedores seniores; as motivações pessoais vão do desejo de ultrapassar a falta de opções atrativas de trabalho e desejo de manter uma vida ativa a possibilidade de melhoria de níveis de rendimento atendendo às insuficientes poupanças e aposentadorias; a rede de contatos formais e informais com outros empresários, adquirida ao longo da vida, constitui um importante ativo, que poderá ser útil, por exemplo, na identificação de mercados e na mobilização de recursos.

Pode haver situações de dificuldade em refazer redes para quem esteja já em situação de aposentadoria, tenha mudado de setor, ou seja, desempregado de longa duração; o ambiente sociocultural é considerado muito relevante para o empreendedorismo sênior, pelas atitudes negativas de empregadores e por vezes dos próprios seniores, como a discriminação pela idade em novas atividades/empregos (são, por exemplo, considerados como menos flexíveis e com menos competências relativas às novas tecnologias).