Filmes que inspiram e motivam os empresários

Filmes que inspiram e motivam os empresários

Claudio Marques

21 de outubro de 2013 | 08h15

A diretora da Brand Up, Jeaninne Carvalho Mettes, indica o filme À Procura da Felicidade, de Grabriele Muccino

Cris Olivette
Na hora de empreender, além de muita transpiração, vale acrescentar doses de motivação e inspiração. Uma fonte quase inesgotável de bons exemplos são as produções cinematográficas. O diretor da ITM Treinamentos, Sérgio Tovanni, recomenda dois filmes.

Segundo ele, Desafiando Gigantes, de Alex Kendrick, proporciona inúmeras reflexões. No filme, um técnico de futebol americano consegue transformar em campeão um time com poucas chances de sucesso. “O enredo deixa claro como é importante nunca deixarmos de acreditar em nossos objetivos, mesmo quando tudo, absolutamente tudo, parece estar errado. Em determinadas ocasiões, sempre me lembro do exemplo de habilidade para liderar e conduzir a equipe deixado pelo técnico Grant Taylor”, afirma.

Agora, se o objetivo for inspirar equipes de vendas, Tovanni indica De Porta em Porta, dirigido por Steven Schachter. “As mensagens centrais do filme são paciência e persistência, somadas à humildade e perseverança. Bill Porter (William H. Macy) nasceu com paralisia cerebral. O problema provocou limitações em sua fala e movimentos, mesmo assim, ele conseguiu um emprego de vendedor ao dizer que aceitaria atuar na pior rota. No início, é rejeitado pelos clientes, mas ao fazer a primeira venda, não para mais. Por mais de 40 anos, Bill caminhou 16 quilômetros por dia fazendo suas vendas.”

Para o diretor executivo da Hello Research, Davi Bertoncello, os aprendizados do dia a dia devem ser levados à esfera do trabalho. “O empresário deve ter essa percepção e aprender com as situações diárias. Segundo ele, um filme que mostra isso de maneira poética e genial é Cinema Paradiso, do diretor Giuseppe Tornatore.

O filme conta a passagem da infância para o universo adulto, do garoto Salvatore (Salvatore Cascio). “Ele amadurece de forma poética, enquanto tem sua sensibilidade e seu olhar educados pelas imagens projetadas por Alfredo (Philippe Noiret), projetista do cinema da pequena cidade italiana. Ao crescer, Salvatore vai viver em Roma, e só retorna à sua terra natal trinta anos depois, como um cultuado diretor de cinema.”

Bertoncello diz que para o empresariado fica a lição de que tudo o que é vivido passa a fazer parte de um repertorio único e que, independentemente do ramo, as lições de vida devem ser levadas em conta nas escolhas feitas no dia a dia dos negócios. “O menino pobre se torna um grande profissional por conta de seu esforço, dedicação e, claro, por aplicar as lições que recebeu de Alfredo.”

A diretora da Brand Up, Jeaninne Carvalho Mettes, indica o filme À Procura da Felicidade, de Grabriele Muccino. “Estrelado por Will Smith, o filme conta a luta de um afro-americano para superar inúmeras dificuldades financeiras, pessoais e psicológicas para vencer na vida e realizar seu sonho: ser alguém bem sucedido e feliz. O mais intrigante no enredo é sua determinação, tenacidade e força de vontade ilimitada. Movido por seu sonho, ele não desiste, nem por um segundo, diante de qualquer dificuldade.” 

Jeaninne afirma que a lição para os empreendedores é justamente não desanimar nunca. “Sempre enfrentamos obstáculos, momentos de dúvida, situações em que não sabemos qual a decisão mais acertada. Porém, temos de ter em mente que os erros fazem parte do empreendedorismo. É deles que tiramos grandes lições. O importante é perseverar, seguir em frente, sem nunca desistir.”

Jerry Maguire – A Grande Virada, de Cameron Crowe, é indicado pelo dono da Direto Contabilidade, Gestão e Consultoria, Silvinei Toffanin. “Tom Cruise é um agente de esportistas que luta para que a empresa onde trabalha dê um tratamento menos seco aos atletas, e não vise somente o lucro. Por não ser ouvido, resolve abrir seu próprio negócio. Após passar por muitas dificuldades, conquista um atleta que buscava, justamente, mais atenção.” Segundo ele, atendimento personalizado e pró-ativo são ingredientes indispensáveis aos negócios.

O CEO da Prestus Assistentes Virtuais 24 h. Alexandre Borin, conta que um filme que o inspirou muito foi In Time, traduzido como O Preço do Amanhã, dirigido por Andrew Niccol. “O filme aborda a maneira como nos tornamos escravos do tempo, e sobre a necessidade de revermos conceitos profundos sobre a maneira como organizamos nosso dia, para que a vida não passe toda como uma grande correria.”

Discurso extraído de ficção é usado em workshop

O CEO da e-smart, Vinícius Pessin, conta que teve uma experiência sensacional ao utilizar o trecho de um filme. “Eu estava passando por um processo difícil nos negócios. Havia adquirido três empresas com culturas totalmente diferentes e precisávamos fazer a fusão. O que percebia nos colaboradores era uma expressão do tipo: “Espera aí, vão mexer no meu queijo?”

Pessin diz que um trecho do filme Um Domingo Qualquer, de Oliver Stone, se encaixou perfeitamente com aquele momento. “O ator Al Pacino interpreta o técnico de um time de futebol americano. A cena que me inspirou ocorre quando ele faz um discurso maravilhoso, pouco antes da partida final de um campeonato. Em resumo, ele diz algo como: se cada um for por si, tudo vai dar errado. Se todos trabalharem um pelo outro, ganharemos o jogo.”

O empresário conta que montou um workshop inspirado nessa cena. “Após essa apresentação, percebi que muita coisa mudou. As pessoas ficaram mais abertas e dispostas a aceitar as diferenças, isso foi maravilhoso e tudo deu certo.”
O coordenador de projetos da incubadora da ESPM, José Eduardo Balian, destaca duas produções dirigidas por Ron Howard. Uma delas é o filme Uma Mente Brilhante, baseado na vida do matemático e físico John Nash. Balian diz que o filme destaca a busca pelo totalmente novo vivida pelo cientista. “Ele foi diagnosticado como esquizofrênico e queria obter algum destaque para provar sua genialidade. A mesma situação ocorre quando o empreendedor deseja criar produtos ou serviços que ainda não existem.”

Outra indicação de Balian é o recém lançado Rush – No Limite da Emoção, que narra a disputa dos pilotos de Fórmula 1, Niki Lauda e James Hunt. “Tem uma cena do filme que mostra Niki Lauda comandando a equipe para fazer os acertos necessário no carro. Esse trecho pode inspirar os empreendedores por demonstrar que é possível fazer melhor, o que já é bem feito.”

O presidente do parque aquático Wet’, n Wild, Alain Baldacci, citou 42: A História de uma Lenda, dirigido por Brian Helgeland, como um filme que o inspira. “A obra conta a história de Jackie Robinson, primeiro jogador negro na MLB (Major League Baseball). O jogador foi bastante boicotado pela torcida e pela sociedade esportiva em geral, apesar do talento. O filme é um grande exemplo de um profissional que tem um excelente projeto e não se deixa abater pela pressão. No final, obtém sucesso em sua empreitada.”

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.