Jovem cria plataforma de estágios e adota modelo de franquia
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Jovem cria plataforma de estágios e adota modelo de franquia

Com dificuldade para encontrar vaga, capixaba resolveu criar a própria empresa com R$ 1 mil emprestado pela família

blogs

27 Agosto 2018 | 08h40

Foto: Wagner Vieira/Divulgação

Mateus Apud*
Com apenas 16 anos de idade, a capixaba Poliana Ferraz entrou na faculdade de Relações Internacionais. Logo em seguida, começou a cursar Direito e, ao procurar por estágios, encontrou muitas dificuldades para conseguir um. Assim, a partir desta frustração, enxergou uma oportunidade de empreender na área de seleção e recrutamento de estagiários.

Desta forma, em 2009, aos 21 anos e cursando o último ano de faculdade, decidiu criar uma plataforma que fizesse a ligação entre estudantes e as vagas disponíveis no mercado. “A história começou com uma necessidade minha’”, conta Poliana.

Crescimento

Hoje, o portal Super Estágios oferece mais de 6 mil vagas de estágios de empresas-cliente em todo o Brasil e já intermediou a contratação de mais de 500 mil estagiários. Em 2016, adotou o franchising e atualmente possui 16 unidades franqueadas em dez Estados. O faturamento, em 2017, foi de R$ 34 milhões e, para este ano, a empresária prevê um crescimento de 15%.

Para começar seu negócio, Poliana pegou emprestado cerca de R$ 1 mil com sua família e alugou uma sala em Vitória (ES) e junto com um programador começou a empresa. Movida pela ideia de “fazer dinheiro para pagar (as contas)”, começou a sair atrás de empresas para vender seu produto e aos poucos foi gerando receita e a empresa crescendo. “Usei a tecnologia a meu favor para alavancar e eu consegui atender às demandas dos clientes”, pontua a empreendedora.

Atualmente com sede no Rio de Janeiro, a solução da empresa é chancelada pela FGV e pelo CLA, apresenta uma margem de erro de 4% e, segundo a advogada, a pessoa que faz o processo com a empresa tem um feedback de todo o processo “Acompanhamos de A a Z o estudante.”

Franquias

Poliana diz que seus franqueados pagam uma taxa mensal por estagiário que contratam por meio da plataforma. “Minha franquia dá 100% de suporte ao franqueado, desde a construção da estrutura física . Toda semana temos conferência ou acompanhamento, um suporte muito próximo do franqueado”, afirma.

A empreendedora trabalha para chegar ao número de 80 unidades em todo o Brasil em 2020. E ressalta que a franquia e a plataforma se complementam. No portal Super Estágios, a empresa cliente oferece a vaga e a equipe da franqueada encontra o candidato ideal. “A ideia é mostrar que nós não perdemos essência humana por mais que a tecnologia seja necessária. Estamos sempre de mãos dadas com nossos franqueados e nossos clientes. Prestamos consultoria e todo apoio necessário”, diz ela.

Com um investimento inicial de R$ 120 mil, e retorno do investimento previsto em 18 meses, as franquias devem ter espaço físico entre 30m² e 50m² e serem bem localizadas. O faturamento médio bruto de uma unidade é de R$ 108 mil e sua margem de lucro é de cerca de 41% do faturamento. / *ESTAGIÁRIO SOB SUPERVISÃO DO EDITOR DE SUPLEMENTOS, DANIEL FERNANDES

Mais conteúdo sobre:

estágiovagasFranquia