Movimento vai escolher 100 startups atraentes para o mercado
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Movimento vai escolher 100 startups atraentes para o mercado

O Movimento 100 Open Startups, que conecta grandes empresas a startups, está com inscrições abertas para o ciclo 2016, até 15 de agosto

Claudio Marques

13 Julho 2016 | 07h02

Bruno Rondani é um dos organizadores do Movimento 100 Open Startups - Foto: Sérgio Castro / Estadão

Bruno Rondani é um dos organizadores do Movimento 100 Open Startups – Foto: Sérgio Castro / Estadão

O Movimento 100 Open Startups, que conecta grandes empresas a startups, está com inscrições abertas para o ciclo 2016, até 15 de agosto, no endereço www.openstartups.org.br. As iniciantes interessadas devem participar de um desafio para eventualmente serem avaliadas pelas grandes companhias participantes. Neste ano, são 20 opções de desafios, dez a mais do que em 2015. “São 20 grandes temas que abordam assuntos como cidades inovadoras, educação do futuro, energia, fármacos e cosméticos, varejo, entre outros”, diz um dos idealizadores da competição, Bruno Rondani.
Segundo ele, 1.500 executivos de 120 grandes empresas estão cadastrados para avaliar e contribuir com os projetos das startups. “O ponto de entrada para as grandes empresas é dizer o que elas estão buscando e se comprometer a avaliar.”
Rondani afirma que, ao entrar na rede, a empresa não tem de se comprometer a contratar uma startup. “Nosso foco é a cocriação com as startups e não a busca de inovação pronta para implantar na empresa. Esse é o modelo antigo de ‘open innovation’. A ideia atual é que a construção de algo novo ocorra da parceria entre a startup e a grande empresa”, diz.
Ele conta que as companhias indicam em quais áreas dos desafios têm interesse e iniciam contato com as startups que atuam nessas áreas. Na última etapa elas selecionam com quais desejam trabalhar junto. “Nossa preocupação maior é medir o quão atraente a startup é para o mercado.”
Essa medição resulta no ranking das 100 startups que tiveram as melhores avaliações feitas ao longo das cinco etapas do processo. “O ranking que acabamos de lançar é do ciclo 2015, que teve 1.569 projetos inscritos e foi totalmente consolidado no dia 30 de maio, após ser validado e auditado”, diz.