O especialista responde

Claudio Marques

11 de junho de 2013 | 08h17

‘Preciso contratar funcionário, mas orçamento é limitado. Como fazer?’

O primeiro passo é definir o perfil do profissional que a empresa precisa e as atividades a serem desenvolvidas. Sem isso, o risco de contratação equivocada é maior. Depois, veja se há entre os funcionários alguém que possa ser promovido e ocupar o cargo. Deixar claro para todos o porquê da promoção ajuda no clima, pois transmite a ideia de que surgem oportunidades na empresa. E traz economia, pois a contratação passa a ser para uma função menos qualificada.
Na busca por alguém de fora, é possível montar um processo seletivo simples. Entidades de classe como associações, sindicatos ou o próprio Sebrae podem oferecer apoio. Se a empresa não tem acesso a esses serviços nem contato com tais organizações, é possível pesquisar na internet formas de como fazer o procedimento.
Outra opção é fazer a seleção em duas etapas: análise de currículo (para avaliar o conhecimento do candidato) e entrevista. Nesta, faça perguntas que ajudem a avaliar habilidades e atitudes do profissional diante de situações pelas quais ele já passou e também sobre o que ele gosta de fazer fora do ambiente profissional.
Se ele não gosta de fazer algo externamente, também não gostará se tiver de fazer internamente: sinal de dificuldades de adaptação. Sobre habilidades e atitudes pergunte a respeito de situações difíceis que ele tenha passado e o que fez para resolver. Pergunte de suas qualidades e pontos a melhorar e por que a empresa deveria contratá-lo.

Fábio Gerlach, consultor do Sebrae

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.