O mercado promissor do e-commerce

Ligia Aguilhar

28 de setembro de 2010 | 17h04

No último domingo (26), o caderno Oportunidades trouxe uma matéria sobre os principais erros das micro e pequenas na comercialização via internet, mercado que tem trazido bons resultados para os empreendedores . Prova disso é o fato de que 98% dos 60 mil sites de comércio eletrônico brasileiro são de micro e pequenas empresas, segundo levantamento da Câmara Brasileira do Comércio Eletrônico.

Na segunda-feira, 27, a Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomércio) divulgou um outro dado interessante: o e-commerce já vende mais do que os shoppings da Grande São Paulo. Segundo a pesquisa, feita em parceria com a E-bit, de janeiro a julho deste ano o comércio eletrônico faturou R$ 7,8 bilhões, um valor maior do que os R$ 7,2 bilhões movimentados nos shoppings centers da capital. O crescimento foi de 41,2% em relação ao mesmo período de 2009. A estimativa da Fecomércio é de que as vendas pela internet cresçam em um ritmo de  25% ao ano.

Diante de um cenário tão promissor, quer saber mais sobre como vender na internetl?

O Sebrae disponibiliza uma série de cartilhas com informações básicas para abertura de uma loja virtual. Há dados sobre o setor, dicas para não quebrar e até um modelo de Plano de Negócios para empresas na internet. Mais informações podem ser encontradas aqui.

Outra facilidade para quem quer apostar na rede é a extensão ‘.emp.br’, um domínio criado especialmente para as pequenas empresas pelo Núcleo de Informação e Coordenação do “.br” (NIC.br), ligado ao Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br). O objetivo é facilitar a vida dos empreendedores na rede e melhorar a classificação das pequenas nos mecanismos de busca.

Os empresários que optarem por fazer seus sites com o final ‘.emp.br’ receberão uma página básica, com identificação, localização e a atividade prestada pela empresa. A ideia é que o conjunto de páginas ‘emp.br’ seja relacionada futuramente em um grande catálogo virtual de pequenas empresas.

Até a próxima quinta-feira, 30 de setembro, as empresas detentoras de domínios ‘.com.br’ terão prioridade  para registrar o mesmo nome com a extensão ‘emp.br’ no site Registro.br. O valor anual do registro é de R$ 30,00.

A partir de outubro, outros interessados também poderão registrar os seus domínios ‘emp.br’. Esse registro deverá ser feito diretamente com os provedores que hospedam a página da empresa. O NIC.br vai disponibilizar em seu site uma lista dos provedores que estarão habilitados a oferecer o registro do domínio sob o ‘emp.br’ .

Para saber mais sobre o assunto:

Site Registro.br

Site NIC.br

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.