Produtos perfumados impulsionam crescimento da Limppano
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Produtos perfumados impulsionam crescimento da Limppano

Negócio criado em 1962, hoje é comandado pelo neto do fundador

blogs

04 Agosto 2018 | 07h42

Alex Buchheim. Foto: Marcos M. Johnston/Divulgação

Por: Mateus Apud*

Em 1962, o alemão Alfredo Buchheim, que viva no Brasil desde 1934, começou a vender flanelas. “Como tudo naquela época, você não escolhia muito o que ia fazer, as oportunidades iam surgindo e ele começou a trabalhar nesse ramo”, conta seu neto Alex Buchheim.

Com o aumento das vendas, Alfredo passou a diversificar e a comercializar, além das flanelas, panos de chão, esponja e panos de limpeza, luvas e vassouras. Assim, nasceu a Limppano.

“Da flanela fomos para o pano de chão, que durante 30 anos foi o principal produto da empresa. Mas também começaram a entrar (no portfólio) outros produtos, à medida que o mercado ia se abrindo e novas demandas eram criadas”, diz Alex.

Ele entrou na empresa aos 22 anos, em 1997. Hoje, como diretor geral da companhia, credita o sucesso da Limppano à estratégia de negócios. “Temos essa linha de sempre buscar categorias adormecidas, essa é nossa visão e nosso diferencial.”

Quando o consumidor está carente de um produto que ele não sabe que existe, é porque esse produto ou serviço está sendo mal trabalhado – é justamente o que ele chama de categoria adormecida. Para ele, é essencial estar sempre buscando essas categorias para crescer.

Usando esta lógica, há sete anos a Limppano investe em fragrâncias finas em seus produtos, que hoje também englobam desodorizadores de banheiros, luvas de proteção, purificadores de ar, esponjas para banho, entre outros.

Com investimento de R$ 2 milhões, a companhia contratou uma casa de perfumaria da Suíça para desenvolver as fragrâncias. E dobrou seu crescimento, segundo o diretor geral, depois de lançar produtos com perfumaria fina.

“Elas (as fragâncias) nos ajudaram muito nesses últimos anos de crescimento, foram a principal oportunidade adormecida que identificamos. Essa linha de perfumação trouxe um diferencial muito grande em relação aos concorrentes”, diz.

Para o empreendedor, existem três grandes fatores que dificultam o crescimento do negócio: escoamento de mercadorias para o Brasil inteiro, concorrência do mercado informal e grande variedade de produtos nacionais e importados no mercado. Por isso, segundo ele, o crescimento depende de uma constante reinvenção e de conhecer bem as peculiaridades de cada região para se destacar da concorrência.

Para este ano, mesmo com a greve dos caminhoneiros, que dificultou o escoamento da mercadoria no mês de maio, Buchheim espera chegar aos R$ 185 milhões de faturamento, o que representaria um crescimento de 18% ante ao ano passado.

A empresa tem planos de, em 2020, implantar uma operação no México. “Já exportamos para lá com aceitação muito grande dos produtos. Então, entendemos o México como um lugar estratégico para venda de nossos produtos e, possivelmente, para fazer uma ponte para os EUA.”

*ESTAGIÁRIO SOB SUPERVISÃO DO EDITOR DE SUPLEMENTOS, DANIEL FERNANDES

Mais conteúdo sobre:

limpezafragrânciapano de chão