Promoções e ofertas atraentes são sempre bem-vindas

blogs

19 de janeiro de 2015 | 07h00

Larissa Féria
ESPECIAL PARA O ESTADO

Não há nada mais sedutor do que uma promoção. Ofertas atraentes levam clientes para dentro da loja, que muitas vezes acabam comprando algo que não precisavam. “O consumidor adora achar que está ganhando”, afirma o especialista Lucas Izoton.

As promoções têm diversas funções: elas podem servir para aumentar as vendas, divulgar novos produtos, conquistar clientes ou fidelizá-los. Se as vendas estiverem em baixa, ou se o estoque estiver cheio demais, é hora de baixar os preços.

“A promoção pode ser feita para a queima de estoque de uma coleção ou data comemorativa. Se mesmo assim sobrarem peças, é hora de fazer o saldão e depois a queima total”, sugere Jean Fábio de Oliveira, consultor do Sebrae São Paulo.

De acordo com Oliveira, em lojas de roupas, por exemplo, itens que não forem vendidos em até 90 dias podem significar perdas de 30% a 40%. “É preciso desovar. Se o cliente voltar à loja em 15 dias e ver os mesmos produtos, ele vai para concorrência indireta”, argumenta.

Não basta baixar os preços. A promoção precisa ser bem planejada, com prazo para acabar e ter uma boa comunicação. Além disso, o desconto não pode comprometer a rentabilidade. “Esse artifício, no entanto, não pode ser usado sempre, para evitar que o cliente só entre na loja quando houver promoção”, alerta Alexandre Sassaki, professor do Provar/FIA. Segundo ele, facilitar o pagamento também atrai o consumidor e gera bons resultados.

O comerciante também deve se preparar para aproveitar as principais datas comerciais, como Dia das Mães, Dia das Crianças e Natal, para criar decorações temáticas. “Nessas datas, é importante expor as promoções e descontos”, diz Izoton.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.