Surfista cria protetor solar para quem pega onda

Surfista cria protetor solar para quem pega onda

“Fizemos o nosso produto muito resistente à água e ao suor, o que vai ao encontro das necessidades de surfistas e esportistas outdoor”, afirma Henrique Vieira

blogs

11 Outubro 2018 | 07h06

Os sócios da Ponchos, Gustavo Alonso (E), Henrique Vieira (C) e Rodrigo Lucena. Vieira desenvolveu protetor solar especial para surfistas. Foto de Alexandre Poltronieri Campos.

Mateus Apud*

Apaixonado por surf desde criança, o administrador de empresas Henrique Vieira viajou o mundo atrás das melhores praias e ondas. Sempre exposto ao sol, durante uma viagem à Peniche, em Portugal, em 2014, foi a uma surf shop comprar um protetor solar. Ao encontrar diversas opções do produto para os praticantes do esporte, acreditou que havia uma oportunidade para empreender no segmento. “Na viagem surgiu essa ideia, pois eu vi que o mercado do Brasil não era atendido com protetores solares específicos para esportistas. Temos diversos tipos de protetores aqui, mas todos são químicos e não são efetivos”, afirma.

Na volta ao Brasil, partiu para a criação da Ponchos, uma empresa de artigos esportivos para atletas outdoor com foco na proteção dermatológica. Para viabilizar o negócio, Vieira utilizou capital próprio, mas não revela o total investido. Por conta das exigências e dos processos burocráticos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o produto só foi liberado para venda no final de 2017.Enquanto a licença não saía, a solução para se manter foi produzir e vender outros produtos, como parafinas, roupas, chapéus e sabão para os trajes de surfista.

Hoje, a empresa tem como principal produto o Ponchos Premium Face Stick Sunscreen FPS 45, um protetor em formato de bastão, resistente à água e ao suor e que não penetra na pele, segundo Vieira, por conta da composição que inclui  minerais (zinco e dióxido de titânio). No site da empresa, a unidade de 15 gramas é vendida por R$ 69,90.

Apesar de o segmento ser dominado por grandes multinacionais, Vieira diz que o Ponchos não concorre diretamente com outras marcas do mercado. Ele  “vende” o produto como sendo voltado para um nicho específico: esportistas. “Fizemos o nosso produto muito resistente à água e ao suor, o que vai ao encontro das necessidades de surfistas e esportistas outdoor”, afirma ele. “Vendemos em lojas de esportes e não em farmácias.”

Desde o início das vendas, mais dois sócios já entraram no negócio, Gustavo Alonso e Rodrigo Lucena, e o faturamento já chega a mais de R$ 150 mil, com projeção de triplicar este valor no final  este ano.

Vieira afirma que agora está desenvolvendo uma nova fórmula do protetor, totalmente vegana — a fórmula atual utiliza cera de abelhas. “Vamos  expandir criando uma linha de produtos veganos, já na fórmula reef safe (que não destroem recifes).”

Como parte de seu marketing, a empresa apoia os  surfistas Chloé Calmon e Alemão Maresias e tem parceria com o Instituto Melanoma, que atua na promoção da educação sobre a importância do autocuidado, da prevenção e do diagnóstico precoce do melanoma, um tipo de câncer de pele.

*Estagiário sob supervisão do editor de Suplementos, Daniel Fernandes