Último dia para se inscrever no Artemisia Lab: Saúde e Bem-Estar

Último dia para se inscrever no Artemisia Lab: Saúde e Bem-Estar

Até 18 negócios de impacto social com foco em saúde serão selecionados e passarão por programa para refinar o modelo de negócio e o impacto social, as inscrições são gratuitas

Claudio Marques

17 de maio de 2017 | 06h47

 

Empreendedores que atuam com negócios de impacto social voltados à saúde e bem-estar, com potencial de atender a baixa renda, têm até hoje para se inscrever em programa pioneiro, criado pela Artemisia e Instituto Sabin. As inscrições podem ser feitas pelo site www.artemisia.org.br/labsaude

 Com o objetivo de alavancar uma nova geração de empreendedores, a Artemisia e o Instituto Sabin criaram o Artemisia Lab: Saúde e Bem-Estar. A parceria amplia a atuação das duas organizações que são referência em seus respectivos segmentos e têm interesse genuíno em impulsionar o impacto dos negócios com potencial de melhorar o acesso e a qualidade de produtos e serviços em saúde para a base da pirâmide. Em três anos, a parceria priorizou o investimento no Programa Aceleradora e em eventos setoriais com especialistas e empreendedores do setor; em 2017, um novo passo da parceria será um processo de identificação, seleção e apoio a negócios de impacto social no tema, que estejam em estágio inicial.

Para participar do Artemisia Lab: Saúde e Bem-Estar é preciso que a startup esteja em estágio mínimo de protótipo – produto ou serviço desenvolvido e em fase de validação, até negócios já em operação realizando as primeiras vendas –, que apresentem soluções inovadoras voltadas à promoção da saúde e bem-estar com potencial de impactar a população brasileira de baixa renda.

No pacote de benefícios, os empreendedores das até 18 empresas selecionadas poderão contar com ferramentas e conhecimento para que avancem mais rapidamente no desenvolvimento de seus negócios. Entre outras vantagens, está a conexão com especialistas de negócios e setoriais, além da troca com empreendedores da rede Artemisia.

Apoio ao empreendedorismo de impacto em saúde

O Sistema Único de Saúde (SUS) ainda é a única porta de entrada para os cuidados com saúde de 70% da população brasileira. Embora seja reconhecido como referência internacional, o serviço possui uma série de gargalos – longas filas para o atendimento em especialidades médicas, sobretudo. Doenças crônicas correspondem a 72% das causas de morte no Brasil e são responsáveis por 75% dos gastos com atenção à saúde do SUS. São enfermidades que podem ser prevenidas ou controladas com o diagnóstico precoce, hábitos saudáveis e monitoramento constante. Saúde é um dos setores críticos para o desenvolvimento do país; em contrapartida, os negócios de impacto social podem complementar ou qualificar a oferta pública existente; podem, ainda, facilitar o acesso ao serviço público.

Com base nessa premissa, a equipe da Artemisia definiu – em parceria com o Instituto Sabin – seis temas voltados para a prevenção e promoção da saúde: Alimentação e Nutrição; Vida Saudável; Terceira Idade; Saúde da Mulher; Medicina Diagnóstica; e Gestão e Acesso à Saúde. Esses eixos estão alinhados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (ODS) – em especial, ao ODS 3 (Saúde e Bem-Estar), definido como: “assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todas e todos, em todas as idades”, e que é transversal em toda análise de busca e seleção de negócios que será realizada no programa. O conjunto de ODS constitui uma agenda mundial adotada durante a Cúpula das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável, composta por 17 objetivos e 169 metas a serem atingidas até 2030 para estimular ações em áreas de importância crucial para a humanidade e para o planeta.

A Artemisia acredita que mais do que apoiar negócios de forma isolada, é preciso colaborar com o fortalecimento setorial para assim alcançar a transformação almejada para o país. Com a missão de promover a qualidade de vida nas comunidades nas quais o Grupo Sabin atua, o Instituto está engajado no objetivo de buscar modelos sustentáveis para promover o bem-estar dos brasileiros em três áreas estratégicas: saúde, educação e esportes.

 

Tudo o que sabemos sobre:

aceleraçãostartupimpacto social

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: