Iara Morselli
Iara Morselli

'Cadeia dos pequenos agricultores me preocupa', diz secretário de Agricultura de SP

Em entrevista à Rádio Eldorado, Gustavo Junqueira diz que pequeno produtor já começa a sofrer com a queda da demanda de bares e restaurantes 

Redação, O Estado de S.Paulo

30 de março de 2020 | 14h22

O secretário de Agricultura e Abastecimento de São Paulo, Gustavo Junqueira, demonstrou preocupação com a cadeia de pequenos produtores rurais durante o período de isolamento, em entrevista à Rádio Eldorado. “O que me preocupa é a cadeia dos pequenos produtores,  que não têm outros compradores ou canal de distribuição já organizado, e muitas vezes têm de descartar sua produção. Dessa forma, também joga fora o seu capital de giro, que possibilitaria retomar sua produção adiante”, afirma o secretário.

A principal causa da preocupação é o fechamento de bares, restaurantes, hotéis e shoppings, os quais compõem parcela significativa do consumo. “O consumidor se retraiu, tem ficado na sua casa, como é o correto nesse período, e isso fez com que toda a dinâmica de produção e consumo tenha sido afetado. Com o fechamento dos bares e restaurantes, nós percebemos uma interrupção em uma parte da cadeia, e isso faz com que aconteça um efeito na produção bastante importante”, diz Junqueira.

Por outro lado, o secretário afirma que parte da diminuição do consumo nesses setores foi absorvida pelos supermercados, que tiveram aumento substancial na demanda por produtos: “O varejo tem reportado um aumento muito grande na sua demanda. Há ruptura em alguns pedaços da cadeia, mas essa ruptura está sendo absorvida por outros espaços desse mesmo grupo”.

Perguntado sobre a possibilidade de desabastecimento, Junqueira disse não estar preocupado com a falta de alimentos, mas com a distribuição: “Acho que a palavra não é desabastecimento. 100% do que é consumido no Brasil é produzido no Brasil, então não há preocupação de as pessoas não terem comida. A logística é um problema: como chegar aos pequenos mercados, às periferias, aos lugares mais distantes. Nós temos discutido isso com as empresas de entrega, que têm um sistema de logística muito bem pensado.”

Outra preocupação é a retomada da produção após a crise. “Quando os restaurantes voltarem, a minha grande preocupação é: o restaurante vai colocar o pedido de alface, mas o produtor não terá para fornecer. Aí, sim, ele vai iniciar um processo para comprar a semente para plantar o alface. Se ele não tem capital, porque jogou fora no momento em que descartou a produção, não tem como retomar a produção nem fornecer. E é aí que o governo e as empresas, e o próprio restaurante, devem atuar para financiar essa cadeia para ela poder voltar a operar”, diz.

Auxílio ao pequeno produtor

Junqueira diz que tem conversado com a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, e secretários de outros Estados para financiar temporariamente pequenos produtores. Na semana passada, os secretários se reuniram com a ministra para debater formas de crédito com o BNDES, Banco do Brasil e outros bancos.

“Acredito que será possível, na questão financeira, chegar a uma solução para financiar estoques, aqueles que conseguem estocar a mercadoria. E aqueles que não conseguem estocar, uma ajuda direta a essas famílias, para que elas possam sobreviver por esse período”, diz.

Junqueira também diz que o governo estuda medidas para direcionar a verba que seria utilizada na compra de alimentos para a merenda escolar para outras famílias: “Ainda há uma verba parada do governo federal destinada à merenda. O valor da merenda administrado pelo Estado foi destinada, em dinheiro, em voucher, para as famílias. Mas há um recurso federal que daria para fazer a compra dos produtos dos pequenos produtores, para que a gente possa fazer uma cesta verde, focada em frutas, legumes e verduras, e que possa ser distribuída às pessoas. Existe uma trava na legislação federal, em que esses produtos só podem ser direcionados aos alunos, mas estamos estudando se é possível, nesse momento, trocar a trava para que ocorra distribuição geral".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.