MST e MAB ocupam usina no PR contra a privatização da Cesp

Cerca de 500 ativistas invadiram a Usina Hidrelétrica Sérgio Mota, na região do Pontal do Paranapanema

Milton F.da Rocha Filho, da Agência Estado,

24 de março de 2008 | 11h10

Cerca de 500 ativistas ligados ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e ao Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), dos Estados de São Paulo e Paraná, ocuparam nesta segunda-feira, 24, a Usina Hidrelétrica Sérgio Mota, em Porto Primavera, região do Pontal do Paranapanema, no extremo Oeste do Estado paulista. Eles protestam contra a privatização da Companhia Energética de São Paulo (Cesp), cujo leilão está marcado para a próxima quarta-feira, 26, na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa).A Cesp é responsável por 60% da energia gerada no Estado de São Paulo e é a terceira maior do País. A empresa possui seis usinas hidrelétricas nos Rios Paraná, Tietê, Paraíba do Sul, Paraibuna e Jaguari. O valor estimado da companhia é de R$ 12 bilhões, no entanto, o valor mínimo no leilão será de R$ 6 bilhões.

Tudo o que sabemos sobre:
MSTMABPrivatização da Cesp

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.