carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

107 usinas estão habilitadas para leilão de 10 de outubro

A Empresa de Pesquisa Energética (EPE) informou, em nota publicada em seu site nesta sexta-feira, que 107 empreendimentos de geração de energia foram habilitados para participar do leilão de energia nova marcado para o dia 10 de outubro. Somadas, essas usinas têm capacidade instalada para gerar 19.177 megawatts (MW).Inicialmente, a EPE havia habilitado 131 usinas para o leilão. Desse total, porém, 38 haviam recebido uma habilitação provisória, condicionada à apresentação de documentos pendentes, como a licença ambiental prévia.A EPE ressaltou, entretanto, que das 107 usinas habilitadas, nove não deverão, efetivamente, oferecer energia para vender no leilão. Isso porque esses empreendimentos já participaram, no fim de junho, do primeiro leilão de energia nova deste ano e não deverão ter energia suficiente para oferecer no leilão do mês que vem. Sem essas usinas (sete hidrelétricas e duas Pequenas Centrais Hidrelétricas) o montante total de energia a ser oferecido no leilão cai para 14.759 MW.Considerando o volume total de energia habilitada (19.177 MW), a maior fatia de energia deverá ser oferecida por usinas hidrelétricas. Ao todo, a EPE habilitou 22 usinas hidrelétricas, que somadas têm capacidade para gerar 8.321 MW. O segundo maior volume de energia (5.325 MW) será oferecido por 8 usinas termelétricas a gás natural. Foram ainda habilitadas 30 usinas termelétricas movidas a óleo combustível, com potência instalada de 2.631 MW. Outros 1.192 MW serão ofertados por duas termelétricas a carvão. A EPE habilitou também 17 usinas movidas a biomassa, com capacidade para produzir 510 MW. Uma usina movia a gás de processo industrial, como capacidade para 490 MW vai também participar do leilão.A EPE habilitou também 25 Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs), que, somadas, têm capacidade para gerar 473 MW. Por fim, devem também participar do leilão duas usinas a óleo diesel, que somadas, têm potência total de 236 MW.

Agencia Estado,

29 de setembro de 2006 | 12h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.