18 empresas do Ibovespa têm valor de mercado inferior ao patrimônio líquido

Eletrobrás é empresa com a menor avaliação diante do patrimônio (26,7%); no caso da Petrobrás, a relação é de 73,3%

Agência Estado,

18 de junho de 2012 | 12h08

SÃO PAULO - Das 63 empresas que fazem parte da carteira teórica do Ibovespa, 18 tem valor de mercado inferior ao patrimônio líquido (PL) delas no mês de março de 2012, conforme estudo divulgado nesta segunda-feira, 18, pela consultoria Economatica. A Eletrobras é a empresa que tem a menor relação, com 26,7% de valor de mercado com relação ao seu patrimônio líquido. O patrimônio líquido da estatal de setor de energia em março de 2012 é de R$ 78,1 bilhões, contra R$ 20,9 bilhões de valor de mercado no dia 15 de junho de 2012, segundo o levantamento.

A Petrobrás tinha valor de mercado de R$ 246,3 bilhões no dia 15 de junho de 2012 contra patrimônio líquido de R$ 336,2 bilhões em março de 2012. A relação valor de mercado versus patrimônio líquido é de 73,3%. Segundo a consultoria, o valor de 15 de junho de 2012 é similar ao atingido pela empresa no mês de março de 1999. A maior relação da Petrobrás aconteceu no mês de maio de 2008, quando atingiu 4,2 vezes de valor de mercado com relação ao patrimônio líquido.

Das 18 companhias com valor de mercado inferior ao seu patrimônio líquido, há quatro empresas do setor de construção (Rossi, Gafisa, Brookfield e PDG) e dois bancos (Banco do Brasil e Santander). Também aparecem na lista Usiminas, Fibria, Marfrig, Oi, Vanguarda Agro, JBS, B2W, Braskem, Copel e Gerdau Metalúrgica.

Tudo o que sabemos sobre:
Economaticavalor de mercado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.