5 principais notícias de economia do dia

Greve dos caminhoneiros, medidas de incentivo à indústria, números fiscais do governo, operadoras celulares e crise na Europa foram os destaques

O Estado de S. Paulo,

31 de julho de 2012 | 19h49

SÃO PAULO - O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, avalia que as operadoras de celulares poderão voltar a vender novas linhas nos próximos dias (veja aqui o mapa da proibição). Contudo, a Agência Nacional de Telecomunicação (Anatel) não fala em datas. Ainda no Brasil, o governo divulgou dados que mostram que a economia para pagamento de juros encolheu 16%. No exterior, a crise da zona do euro perdura e a taxa de desemprego na região atingiu recorde.

 

Confira abaixo as 5 principais notícias:

- Bernardo fala em fim de suspensão a operadora, mas Anatel desconversa

Presidente da agência reguladora disse que, quando houver decisão sobre venda de novas linhas de celular, a Anatel vai comunicar. Governo fala em 'próximos dias' (leia mais)

- Mantega diz que governo não cogita prorrogar IPI menor de automóveis

Ministro diz que não há sentido em demissões, mas salientou que não cabe à Fazenda administrar conflitos (leia mais)

- Governo só negocia se caminhoneiros pararem bloqueios

Ministro sinalizou que, se o movimento for encerrado, haverá uma nova reunião com a categoria no dia 8 de agosto (leia mais)

- Taxa de desemprego na zona do euro atinge recorde de 11,2% em junho

Número de pessoas sem emprego cresceu para 17,801 milhões, o nível mais alto desde 1995 (leia mais)

- Governo reduz em 16% economia para pagar juro no semestre

O chamado superávit primário ficou em R$ 65,7 bilhões, equivalente a 3,8% do PIB do País (leia mais)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.