532 mil vagas são fechadas nos EUA

Índice de consultoria mostra corte acima do esperado em maio

, O Estadao de S.Paulo

04 de junho de 2009 | 00h00

As empresas do setor privado nos Estados Unidos cortaram 532 mil empregos em maio em comparação ao mês anterior, acima do previsto por alguns analistas, segundo dados divulgados ontem pela empresa Automatic Data Processing (ADP). Além disso, a companhia revisou para cima os dados correspondentes a abril. No mês, foram 545 mil cortes, 54 mil a mais do que o calculado anteriormente.As empresas do setor de serviços empregaram no mês passado 265 mil pessoas a menos do que em abril. Já as companhias de produção de bens eliminaram 267 mil postos de trabalho, enquanto que o setor manufatureiro registrou uma diminuição de 149 mil empregos.As grandes empresas, definidas como aquelas que possuem mais de 500 funcionários, eliminaram 100 mil empregos. As companhias médias, que empregam entre 50 e 499 pessoas, cortaram 223 mil postos de trabalho.No caso dos pequenos negócios, os que contam com menos de 50 empregados, 209 mil empregos foram extintos em maio na comparação com abril.O setor da construção perdeu 108 mil empregos no mês passado frente ao anterior e manteve a tendência de baixa registrada há 28 meses consecutivos, enquanto a área de serviços financeiros fechou 32 mil postos de trabalho.A ADP destacou que houve uma perda média de 539 mil empregos no conjunto de abril e maio. Nos três primeiros meses de 2009, esse índice foi de 691 mil postos de trabalho perdidos.A empresa acrescenta que, apesar de alguns sinais recentes que apontam para uma estabilização da atividade econômica, o nível de emprego provavelmente continuará caindo nos EUA por mais alguns meses, mas talvez não tão rapidamente como no último semestre. EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.