Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

55% das indústrias de transformação devem elevar investimento em 2011

Segundo a FGV, porcentual é o maior da série histórica da pesquisa iniciada em 2005

Alessandra Saraiva, da Agência Estado,

20 de dezembro de 2010 | 11h00

As previsões de investimento da indústria da transformação para 2011 estão otimistas, na análise da Fundação Getúlio Vargas (FGV), que divulgou nesta segunda-feira, 20, a Sondagem de Investimentos da Indústria da Transformação. Segundo o levantamento, um recorte especial da Sondagem Conjuntural da Indústria da Transformação que consultou 829 empresas entre os meses de outubro e novembro, 55% das empresas programam investir mais em 2011 do que investiram em 2010. Este porcentual, para esta resposta, é o maior da série histórica da pesquisa iniciada em 2005.

A fundação revelou ainda que a fatia de empresas pesquisadas que estimam diminuição do volume de investimentos, no mesmo período, foi de 15%, o mais baixo para esta resposta desde 2008 (13%). Na avaliação da fundação, o resultado da pesquisa anunciada hoje "pode ser comparado com o otimismo verificado nas previsões feitas em 2007 para o ano de 2008, período que a economia brasileira estava bastante aquecida", segundo comunicado da entidade.

A fundação informou que todas as categorias de uso estão otimistas com relação aos investimentos em 2011. Ainda segundo a FGV, o porcentual de empresas que preveem investir mais no ano seguinte supera a verificada nos seis anos anteriores em todos os segmentos - exceto no de bens de capital, em que a proporção de empresas prevendo aumento do investimento em 2011 ante 2010 foi de 51%, a mais elevada nesta categoria de uso desde 2008 (63%).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.