Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

5G: Bolsonaro diz que indígenas terão internet e não haverá mais 'fake news' sobre a Amazônia

Leilão que começou nesta quinta-feira é o maior do setor de telecomunicações do País e pode movimentar quase R$ 50 bilhões

Eduardo Gayer, Anne Warth e Amanda Pupo, O Estado de S.Paulo

04 de novembro de 2021 | 13h09

BRASÍLIA - O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira, 4, que, com o leilão da tecnologia 5G, os indígenas terão internet e não haverá mais fake news sobre a Amazônia.

“Veremos irmãos indígenas na internet. Eles vão começar a fazer matéria e mandar pra fora, não a fábrica de fake news difamando e desinformando nossa pátria”, declarou na cerimônia de abertura da licitação. 

A tecnologia 5G é a quinta geração das redes de comunicação móveis. Ela promete velocidades até 20 vezes superiores ao do 4G, com maior consumo de vídeos, jogos e ambientes em realidade virtual. Será a maior licitação de espectro da história do País.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) abriu na manhã desta quinta-feira a sessão destinada ao leilão de quatro frequências do 5G. Mesmo após dizer, pela manhã, que está gripado, Bolsonaro compareceu ao evento presencialmente e sem utilizar máscaras. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.