Josep Lago/ APF
Josep Lago/ APF

5G: Os impactos da nova tecnologia no País

Consumidores experimentarão um aumento de 10 vezes na velocidade e uma latência menor, o que viabilizará novas aplicações baseadas em realidade virtual, realidade aumentada e vídeo HD

Eduardo Tude*, O Estado de S.Paulo

05 de novembro de 2021 | 04h00

O 5G foi projetado para promover uma grande transformação nos serviços oferecidos pelas operadoras móveis. 

O impacto inicial será sentido pelos consumidores, que experimentarão um aumento de 10 vezes na velocidade e uma latência menor, o que viabilizará novas aplicações baseadas em realidade virtual, realidade aumentada e vídeo HD. Nos países com redes 5G em operação, como os EUA, se observa inicialmente um aumento expressivo no consumo de dados atingindo 35 gigabytes por mês.

Mas a grande novidade da tecnologia 5G é que ela foi projetada não apenas para os consumidores, como nas gerações anteriores, mas para ser uma plataforma que suporte a transformação digital das empresas e a internet das coisas, oferecendo garantias de nível de serviço (velocidade, latência, disponibilidade etc).

Um bom exemplo do potencial de utilização do 5G é a automatização de portos como o de Santos (SP). Com o 5G é possível monitorar a localização de cada um dos milhares de contêineres e otimizar e automatizar a sua movimentação com grandes ganhos de produtividade e impacto na economia.

É importante, no entanto, ressaltar que a tecnologia 5G deve chegar de forma gradativa. Medições realizadas pela OpenSignal em cidades onde existe 5G indicam que um usuário dessa faixa fica em média 11% do tempo conectado a ela. A melhoria da cobertura ocorre com um aumento das antenas, mas durante muito tempo 5G e 4G devem caminhar juntos.

As aplicações para empresas também estão em uma fase inicial de desenvolvimento. As operadoras chinesas investiram recursos em milhares de casos de uso nos últimos dois anos e agora estão abandonando a maioria deles para estreitar seu foco nas aplicações com maior viabilidade econômica. 

No Brasil também, operadoras, empresas e startups terão de encontrar os casos de uso de sucesso para o nosso País. 

* PRESIDENTE DA CONSULTORIA TELECO

Tudo o que sabemos sobre:
Telecointernet5G

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.