Adriano Machado/ Reuters - 6/7/2021
Adriano Machado/ Reuters - 6/7/2021

Mais de 600 mil pessoas já contrataram empréstimo do governo, diz presidente da Caixa

Já são R$ 464 milhões emprestados por meio do programa de microcrédito Sim Digital

Matheus Piovesana e Érika Motoda, O Estado de S.Paulo

19 de abril de 2022 | 17h44

O presidente da Caixa Econômica Federal (CEF), Pedro Guimarães, afirmou que 602 mil pessoas contrataram o crédito Sim Digital, o programa de microcrédito do governo federal com garantia contra calotes, entre o dia 28 de março até o dia 18 de abril. Desses, 83% que efetivamente fecharam contrato com o banco são negativados. 

Até a noite de segunda-feira, o banco emprestou R$ 464,29 milhões, com um tíquete médio de R$ 771. A Caixa ainda é o único a realizar essas operações.

O crédito conta com garantia do Fundo Garantidor de Microfinanças (FGM), que recebeu um aporte de R$ 3 bilhões do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Graças a essa garantia, os créditos podem ser tomados por clientes negativados.

Ao todo, a Caixa já fez mais de 900 mil operações de microcrédito, o que além do Sim Digital, inclui o crédito Caixa Tem, que não tem garantia, não é direcionado a clientes negativados e que é uma iniciativa do próprio banco, iniciada no ano passado. Nesta modalidade, foram cerca de 300 mil operações.

Em vídeo transmitido pelos canais oficiais do banco, Guimarães disse que 2,1 milhões de trabalhadores já têm aprovação para o microcrédito. 

No vídeo, Guimarães destacou que ele e executivos da Caixa passarão esta semana no México e no Quênia, estudando iniciativas de microcrédito já existentes nos dois países e buscando parcerias com bancos locais destas e de outras regiões. "Em Bangladesh, estamos para assinar parceria com Grameen Bank. No Quênia, teremos parceria com Banco das Mulheres", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
Caixa Econômica Federalcrédito

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.