72% dos reajustes salariais foram maiores que inflação

O balanço das negociações salariais de 2005, divulgado nesta quinta-feira pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócio Econômicos (Dieese), indica que 72% das negociações salariais observadas ao longo do ano passado resultaram em reajustes salariais acima da inflação apurada pelo Índice Nacional de Preço ao Consumidor (INPC),calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), até a data base dos acordos das respectivas categorias. Mesmo levantamento revela que 88% da 640 negociações coletivas de trabalho acompanhadas pelo Dieese obtiveram, no mínimo, recomposição da inflação acumulada até a respectiva data base. Este foi o melhor desempenho já constatado pelo Dieese em sua série histórica, que foi iniciada em 1996, indicando a continuidade da recuperação salarial já verificada em 2004. Cerca de 16% dos reajustes salariais corresponderam exatamente ao INPC até a data base das categorias envolvidas na negociação. Outros 35% dos acordos obtiveram ganho real até 1%, ao passo que 37% das negociações ultrapassaram reajustes de mais de 1% acima da inflação. Somente 12% dos acordos resultaram em correção inferior ao INPC até a data base, informa o levantamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.