A Casa Cor prepara seu desembarque no Chile

A Casa Cor, maior exposição de decoração e arquitetura da América Latina, está incluindo mais uma parada em sua rota internacional. Nos próximos dias, a empresa deverá anunciar sua entrada no mercado do Chile. O nome do franqueado chileno ainda é mantido em sigilo, em razão de uma cláusula de confidencialidade, mas até o local que deverá sediar a primeira edição do evento em Santiago já está definido. "Trata-se de um edifício público, abalado pelo último terremoto, mas que será revitalizado", afirma o publicitário Angelo Derenze, presidente executivo da Casa Cor. Segundo Derenze, as negociações, que se estendem há mais de um ano, se aceleraram nos últimos meses. "Os chilenos sempre estiveram mais próximos da Europa do que de nós", diz Derenze, que está negociando, também, a abertura de uma nova operação em Punta del Este, no Uruguai . "Mais recentemente, eles começaram a se interessar pelas coisas do Brasil e pelos brasileiros, o que abre uma avenida de oportunidades para nossas empresas."

Clayton Netz, O Estado de S.Paulo

19 de maio de 2010 | 00h00

Derenze pretende fazer o anúncio oficial da entrada no Chile durante a 24ª edição da versão paulistana da Casa Cor, que acontecerá entre os dias 25 de maio e 13 de julho, no Jockey Club de São Paulo. Trata-se do principal dos eventos realizados com a marca, que conta com 17 franquias espalhadas pelo País e duas no exterior - Panamá e Peru. Com a participação de 300 empresas e 140 arquitetos, que deverão decorar 110 ambientes, a Casa Cor deverá receber 160 mil visitantes nos seus 51 dias de duração, um crescimento de 15% em relação a 2009. Computados também os eventos franqueados das demais praças, o público total deste ano da Casa Cor deverá chegar a 700 mil pessoas, contra 560 mil registrados no ano passado.

De acordo com Derenze, o aquecimento do setor imobiliário, decorrente do bom momento da economia brasileira, está vitaminando os números da Casa Cor. "Muitos projetos de reformas ou de construção de novas residências, que foram engavetados durante a crise, estão sendo retomados", afirma. "Com isso, cresce o interesse por eventos como os nossos." Traduzida em cifrões, essa retomada deverá significar uma receita de R$ 100 milhões para a marca em 2010, um crescimento de 25% sobre a obtida no ano passado.

Controlada em partes iguais pelo grupo Abril e pela Doria Associados, a Casa Cor está apostando na diversificação de seu negócio. Além da exposição de propostas e soluções para decoração, Derenze está investindo, por exemplo, no licenciamento de produtos como lençóis, louças e perfumes para ambientes. "Algumas empresas, como a Volkswagen e a Brastemp, elegeram a Casa Cor para fazer o lançamento de seus produtos", diz Derenze.

AGRICULTURA

Setor lança campanha para polir a imagem

O ex-ministro Roberto Rodrigues é um dos articuladores de uma campanha publicitária que será apresentada no próximo mês ao Conselho Superior do Agronegócio (Cosag), órgão técnico da Fiesp, e lançada em julho. "O objetivo é valorizar a atividade e criar uma onda favorável na opinião pública", disse Rodrigues, presidente da Cosag, à repórter Paula Pacheco. Entre os parceiros na empreitada estão a Confederação Nacional da Agricultura (CNA), a Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) e empresas como a Bunge. Segundo Rodrigues, a campanha servirá para esclarecer pontos que hoje expõem as atividades ligadas ao agronegócio brasileiro no exterior, como o trabalho em condições análogas à escravidão, o desmatamento da região amazônica e a possibilidade de uma escassez mundial de alimento em função do aumento da lavoura de cana-de-açúcar para produção de etanol.

COPA DO MUNDO

Havaianas distribuirá livro com cromos gratuitos

Te cuida, Panini: as sandálias Havaianas querem deixar suas pegadas na Copa do Mundo 2010. A partir da última semana de maio, a marca mais famosa da Alpargatas lançará uma campanha que vai distribuir gratuitamente cerca de 900 mil livros e 10 milhões de cromos ilustrados com os modelos da nova coleção de sandálias, que trazem o brasão e o nome dos países participantes da Copa da África do Sul. O Livro Ilustrado Havaianas Teams, criado pela AlmapBBDO, terá 12 páginas e espaço para 40 cromos, que serão encartados e distribuídos em jornais de rua de São Paulo e do Rio de Janeiro e em revistas de circulação nacional. A publicação poderá ser obtida, ainda, na compras dos produtos da coleção da Copa (sandálias, toalhas, meias, pins, chaveiros e pingentes, entre outros) e nas lojas franqueadas Havaianas, no valor mínimo de R$ 25.

MARKETING ESPORTIVO

Fora de campo, até que o Palmeiras se dá bem

Nem mesmo as frustrações recentes com o time de futebol profissional (Brasileirão, Paulistinha e Copa do Brasil) reduziram o interesse dos torcedores palmeirenses pelos artigos esportivos vendidos com a marca do clube. A equipe paulista acaba de entrar no top five de vendas de produtos de times de futebol patrocinados pela Adidas, atrás apenas do Real Madrid, Milan, Chelsea e Bayern de Munique. Em razão do bom desempenho, a Adidas já propôs uma prorrogação do contrato vigente até 2015. O patrocínio atual, válido de 2009 a 2011, rende aos cofres do Palmeiras R$ 9 milhões por ano.

CELULARES

Pão de Açúcar aposta na TV móvel para a Copa

O Pão de Açúcar está reforçando os estoques de celulares com TV móvel para atender à demanda provocada pela Copa do Mundo. Suas bandeiras de eletroeletrônicos, o Extra e o Ponto Frio, esperam triplicar as vendas entre maio e junho sobre igual período de 2009. "Os jogos da Copa vão acontecer em horário comercial, as pessoas querem garantir que não perderão nenhum lance", diz Flávio de Oliveira, gerente comercial do Pão de Açúcar. A tecnologia, que permite o acesso à TV aberta, está instalada nos aparelhos da chinesa ZTE e das coreanas Samsung e LG. Os celulares custam entre R$ 440 e R$ 900.

SAÚDE

R$ 5 bi

é a expectativa de negócios da Hospitalar, maior feira de equipamentos médicos da América Latina, que acontecerá de 25 a 28 de maio, no Expocenter, em São Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.